Pam & Tommy

Créditos da imagem: Hulu/Divulgação

Séries e TV

Lista

Pam & Tommy: a história real por trás da série

Baseada em um artigo da Rolling Stone, produção reconta a história da sex tape roubada do casal

Omelete
1 min de leitura
Julia Sabbaga
16.02.2022, às 08H00
ATUALIZADA EM 16.02.2022, ÀS 09H11
ATUALIZADA EM 16.02.2022, ÀS 09H11

Pam & Tommy, a série transmitida pelo Star+ que reconta a escandalosa história da primeira sex tape viral, não é exatamente livre de polêmicas: sem a autorização da principal figura por trás dos fatos, Pamela Anderson, a produção do Hulu é questionável logo de cara, por trazer à tona um trauma para a figura que a própria série tenta tanto defender.

E por mais que o trabalho de maquiagem e interpretação esteja afiadíssimo - Lily James e Sebastian Stan estão impecáveis em suas caracterizações - a ausência do consentimento gera diversas perguntas - o que é fato e o que é ficção na produção? Confira abaixo um pouco mais sobre as figuras reais em Pam & Tommy:

Quem é Pamela Anderson?

Pamela Anderson (NBC) e Lily James (Hulu)

Interpretada por Lily James em Pam & Tommy e reconhecida mundialmente principalmente por seu papel em Baywatch (ou S.O.S Malibu), Pamela Anderson não teve uma vida fácil. A atriz e ativista por direitos dos animais já falou publicamente sobre abusos sofridos ainda quando criança. Ela foi molestada por sua babá antes dos 10 anos e foi estuprada duas vezes, uma aos 12 anos e outra vez aos 14.

Recordista de capas da Playboy, revista que estampou pela primeira vez em 1990, Anderson trabalhou na série Home Improvement antes de entrar para a equipe dos salva-vidas da TV, onde ficou por cinco temporadas. A canadense também tem diversos filmes em sua carreira, e participou também de temporadas de Dancing with the Stars. Ela segue atuando, já escreveu três autobiografias e três livros de ficção. 

Anderson se pronuncia ativamente sobre diversas causas, arrecadando fundos para vítimas de AIDS, além de ser uma defensora dos direitos dos animais.

Quem é Tommy Lee?

Tommy Lee (Mark Mainz/Getty/AFP) e Sebastian Stan (Hulu)

Conhecido principalmente como o baterista e fundador do Mötley Crüe, Tommy Lee nasceu em Atenas, na Grécia, se mudando para os EUA com sua família quando tinha dois anos. Ele começou a tocar bateria aos quatro.

O Mötley Crüe atingiu o pico de seu sucesso nos anos 80, com seus álbuns Shout at the Devil (1983), Theatre of Pain (1985), Girls, Girls, Girls (1987) e Dr. Feelgood (1989). Com mais de 100 milhões de álbuns vendidos ao redor do mundo, o grupo de hard rock é conhecido por suas performances elaboradas, especificamente por Tommy Lee, que toca bateria em estruturas giratórias e chega a ficar de ponta cabeça.

O rockstar já teve diversos problemas com a lei, incluindo uma pena de seis meses por ter chutado Pamela Anderson, em 1998. Ele também já serviu tempo de prisão por violação de liberdade condicional, e encarou problemas com a lei que envolveram ocorrências antisemitas (incluindo uma suposta tatuagem de suástica removida) e racistas.

Na cinebiografia do Mötley Crüe, lançada em 2018 pela Netflix, Lee foi interpretado por Colson Baker, também conhecido como Machine Gun Kelly.

Pamela e Tommy se casaram em 4 dias?

O intervalo de tempo entre o dia que se conheceram e o dia que se casaram foi maior na vida real do que se parece em Pam & Tommy, mas Pamela Anderson e Tommy Lee  se casaram após 96 horas juntos. 

Eles realmente se conheceram em uma balada em 1994, e o momento da apresentação, segundo a autobiografia de Lee [via Slate], é fiel, com ele se intrometendo no camarote da atriz e lambendo o lado de seu rosto. 

A sequência de eventos, no entanto, é um pouco diferente: foram apenas seis semanas depois que eles se reencontraram em Cancun, com Tommy Lee seguindo as filmagens de Baywatch e ligando para seis hoteis até encontrar Anderson. Eles passaram um final de semana juntos e se casaram na praia, quatro dias depois.

Pamela Anderson e Tommy Lee ainda estão juntos?

Pamela Anderson e Tommy Lee se casaram em fevereiro de 1995 e se divorciaram em 1998. Pam e Tommy tiveram dois filhos, Brandon Thomas (que nasceu em junho de 1996) e Dylan Jagger (de dezembro de 1997).

Em 1998, Lee passou seis meses na cadeia por violência doméstica, tendo chutado Anderson enquanto a esposa segurava o filho Dylan. Ao sair da prisão, o casal se divorciou.

Este não foi o fim do relacionamento, no entanto. Em 2007, a atriz disse que se encontrava recorrentemente com Tommy Lee, e em 2008 o músico disse estar tentando uma reconcialiação. Em 2010, eles se separaram novamente.

Quem era Rand Gauthier, o ladrão da fita?

A história de Rand Gauthier - interpretado por Seth Rogen - em Pam & Tommy está relativamente fiel ao relato dele à Rolling Stone, em 2014. Eletricista e ator pornô, Gauthier já havia feito 75 vídeos até o roubo, sob o nome Austin Moore. Ele realmente foi casado com uma atriz da indústria, Erica Boyer. Assim como na série, ele se descreve como obcecado por religiões, cultos e sociedades secretas. 

Segundo Gauthier (que na série é mais que um eletricista, e quase um faz-tudo), ele realmente foi demitido abruptamente sem o pagamento de US$ 20 mil, e quando retornou para pegar suas ferramentas foi recebido por Tommy Lee com uma arma em sua cara. A diferença é que tanto neste momento quanto na hora do roubo, Gauthier estava acompanhado do outro contratado do casal, Troy Tompkins.

De acordo com Gauthier, o plano era roubar as armas de Lee e as jóias de Pamela, mas quando ele encontrou o vídeo ele levou ao estúdio pornô que trabalhava e assistiu ao conteúdo. Ao seu lado, estava Milton, ou "Uncle Miltie", dono do estúdio - que é interpretado por Nick Offerman na série.

Mais sobre isso abaixo, mas Rand Gauthier nunca foi punido por seu crime.

E quem é Milton “Uncle Miltie” Ingley?

Interpretado por Nick Offerman, Uncle Miltie é o dono do estúdio para o qual Rand Gauthier levou a fita roubada - e sua história é ainda mais inusitada. Depois de receber a negativa dos estúdios de Hollywood para distribuir o vídeo, Miltie foi atrás do mafioso Lou “Butchie” Peraino para cobrir os custos de uma distribuição independente, exatamente como acontece em Pam & Tommy

Aparentemente, com os US$ 50 mil de empréstimo, Ingley curtiu a vida com drogas e prostitutas, se mudou para Nova York. Quando o crime se tornou público e ele passou a ser perseguido pelos advogados dos Lees, ele se mudou para Amsterdã sabendo que suas ações rapidamente teriam consequências. 

Ingley permaneceu na Europa por sete anos desviando de problemas legais, retornando aos EUA apenas em 2006, ano em que faleceu. 

Alguém foi punido pela fita de Pamela Anderson e Tommy Lee?

Esta é a parte mais frustrante de toda a história de Pamela Anderson e Tommy Lee: ninguém foi punido pelo roubo, vazamento ou venda da fita íntima do casal. Não legalmente, pelo menos. 

Enquanto Ingley fugiu para a Europa e acabou ileso, Rand Gauthier sofreu as consequências apenas da dívida feita com a máfia. De acordo com o artigo da Rolling Stone, Peraino chegou a receber sua quantia de volta, mas por conta de juros Gauthier teve que trabalhar para ele para pagar a dívida, se tornando um coletor para a máfia. 

Legalmente, Pam e Tommy tiveram diversas dificuldades para enfrentar a invasão de privacidade. Regras da internet eram novas demais, e diversos advogados batalharam com esse novo universo para tentar defender seus clientes. Tentando recuperar a fita de volta, o casal rapidamente percebeu que a distribuição já havia saído de seu controle - até porque, assim como mostra a série, o casal demorou dois meses para perceber que o cofre havia sido roubado. 

Quando a revista Penthouse adquiriu uma cópia, os Lees também buscaram indenização, vendo a oportunidade de processar alguém palpável e oficial. O resultado da ação ainda é mais chocante: o casal perdeu, já que Anderson já havia posado nua e, portanto, "não tinha direito de privacidade", como alegou o advogado da revista. 

Em 1997, um tribunal proibiu a cópia e distribuição do vídeo, mas não demorou para que o vídeo circulasse diretamente pela Internet, o que gerou um novo processo. Eventualmente, os Lees aceitaram um acordo.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.