Séries e TV

Notícia

O Mecanismo | Netflix instala medidor de corrupção em Brasília para promover série sobre a Operação Lava-Jato

Outdoor foi colocado em via muito utilizada por políticos

Arthur Eloi
12.03.2018
14h05
Atualizada em
18.03.2018
04h05
Atualizada em 18.03.2018 às 04h05

A Netflix preparou uma alfinetada aos políticos corruptos de Brasília, como mostrou o Meio e Mensagem.

Para promover o lançamento de O Mecanismo, série de José Padilha (Tropa de Elite, Narcos) no serviço de streaming estrelada por Selton Melo que acompanhará o desenrolar da Operação Lava-Jato, a empresa instalou um outdoor com um "Corruptômetro", que mede a quantidade de dinheiro desviado a cada minuto - veja abaixo:

Meio e Mensagem/Reprodução

O letreiro foi instalado "em um dos acessos da ponte Presidente Costa e Silva, no Lago Sul". É curioso notar que a via é um caminho conhecido de vários políticos para o Congresso.

Essa não é a primeira vez que a Netflix dá uma alfinetada na corrupção em Brasília: para promover a quinta temporada de House of Cards, um propaganda no Aeroporto Internacional de Brasília dizia "Escolher dinheiro em vez de poder. Um erro que quase todos cometem", frase dita por Frank Underwood (Kevin Spacey) no seriado.

Carol Abras (Avenida Brasil) também está no elenco, vivendo uma agente federal ambiciosa que é discípula do personagem de Selton Mello. Completam o elenco Enrique Diaz (Justiça), Lee Taylor (Salve Geral), Antonio Saboia (O Lobo Atrás da Porta), Jonathan Haagensen (Cidade de Deus), Alessandra Colasanti (A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho), Leonardo Medeiros (Budapeste), Otto Jr. (O Abismo Prateado) e Susana Ribeiro (Liberdade, Liberdade).

A série é escrita por Elena Soarez com a colaboração de Sofia Maldonado. José Padilha também atua no projeto como produtor executivo, ao lado de Marcos Prado. A primeira temporada terá 8 episódios, com cenas filmadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.