Série O Caso Evandro estreia focando em suspense e reviravoltas assustadoras

Séries e TV

Artigo

Série O Caso Evandro estreia focando em suspense e reviravoltas assustadoras

Produção que adapta podcast de sucesso é um prato cheio para os fãs de true crime

Camila Sousa
28.05.2021
14h28
Atualizada em
30.05.2021
18h28
Atualizada em 30.05.2021 às 18h28

A mídia podcast existe há décadas e faz muito sucesso no Brasil. No entanto, embora a maioria dos casts bem-sucedidos sejam de bate-papo (pela relação de amizade criada entre hosts e público), há outros formatos que também pode ser explorados, como os de ficção e os documentais, categoria em que se encaixa O Caso Evandro, podcast de Ivan Mizanzuk, que ganhou agora uma série no Globoplay.

O primeiro episódio do programa em áudio foi lançado em outubro de 2018, contando o começo da história de Evandro Caetano, um garoto de 7 anos que sumiu na cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná. A condução de Mizanzuk e todo o mistério envolvendo o caso tornaram o podcast um sucesso, com fãs nas redes sociais aguardando pelo lançamento dos próximos capítulos. Ao todo, o projeto em podcast contou com 36 episódios, encerrados em novembro de 2020, época em que o Globoplay já tinha anunciado a adaptação do material para uma série documental.

Com quase metade da temporada já disponível na plataforma, fica muito claro como o seriado sabe usar o suspense e as reviravoltas a seu favor, criando uma narrativa que gera interesse no público, especialmente nos fãs de true crime. O começo da trama foca no desaparecimento do garoto e na apresentação de Guaratuba, uma cidade do interior com a qual é muito fácil se identificar. A direção de Aly Muritiba parece, inclusive, fazer um paralelo entre a “inocência” deste local, com a criança que desapareceu.

No entanto, com o decorrer dos episódios fica claro que O Caso Evandro vai além da narração de um crime bárbaro, e se torna um retrato das falhas dos sistemas criminal e judiciário brasileiros. Como não poderia ser diferente, a morte brutal de Evandro gerou uma comoção no país e na pequena cidade, e isso foi usado de justificativa para que outros crimes fossem cometidos ao longo da investigação, envolvendo inclusive tortura e estupro. Parece que o intuito de tudo não era, de fato, encontrar quem tinha cometido o crime contra o garoto, mas sim dar à opinião pública rostos para serem culpados. A série acerta bastante ao fazer tudo isso mostrando cenas de jornais da época, mostrando como a mídia também contribuiu para a “caça às bruxas” que aconteceu.

O mais surpreendente é como O Caso Evandro conduz sua narrativa de uma forma que chega perto de “enganar” o espectador, assim como foi feito com as pessoas na época. Os primeiros episódios criam uma linha de pensamento com a qual é difícil de discordar, apenas para depois mostrar que nada é o que parece, e pessoas dadas como culpadas podem ter sido vítimas de algo muito maior. E tudo isso é misturado com a narração calma de Mizanzuk, o que gera um contraste único diante das coisas assustadoras que estão sendo faladas. O Caso Evandro é um ótimo exemplo de como os podcasts podem ir além do formato de áudio e também é a prova de que é preciso tomar muito cuidado com investigações criminais tão intensas como o caso dessa criança que desapareceu em Guaratuba.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.