Neil Gaiman, autor de Sandman, é acusado de agressão sexual

Créditos da imagem: CBS/Reprodução

Séries e TV

Notícia

Neil Gaiman, autor de Sandman, é acusado de agressão sexual

Autor é alvo de investigação na Nova Zelândia

Omelete
2 min de leitura
03.07.2024, às 16H49.

Neil Gaiman, autor de obras como Sandman e Belas Maldições, foi acusado de agressão sexual por duas mulheres. As informações são do Tortoise.

Segundo o portal, Gaiman teve um relacionamento consensual com ambas as mulheres e é alvo de investigação na Nova Zelândia. A posição de Gaiman é que ele nega veementemente quaisquer alegações de sexo não consensual com as supostas vítimas e acrescenta que a polícia neozelandesa não aceitou a sua oferta de assistência relativa à queixa de uma mulher feita em 2022, o que, segundo o autor, indica falta de argumento para as acusações.

As autoridades, contudo, afirmam que fizeram "uma série de tentativas para falar com pessoas-chave como parte desta investigação e esses esforços continuam", acrescentando que há "uma série de fatores a serem levados em consideração neste caso, incluindo a localização de todas as partes".

As acusações abrangem duas décadas e dizem respeito a jovens mulheres que entraram em contacto com Gaiman como babá de seu filho e como fã de suas obras.

O caso foi relatado pela primeira vez no podcast Master: as alegações contra Neil Gaiman, do Tortoise. A série de quatro partes examina os relatos das mulheres sobre sexo violento e degradante com o autor, que, segundo elas, nem sempre foi consensual.

Scarlett, de 23 anos, alega que Gaiman a agrediu sexualmente poucas horas depois de seu primeiro encontro, em fevereiro de 2022, em um banheiro em sua residência na Nova Zelândia, onde ela trabalhava como babá de seu filho. Na versão de Gaiman, o autor diz que eles apenas "se abraçaram" e "ficaram" no banho, e que ele havia estabelecido consentimento para isso. A sua posição é que, durante o relacionamento sexual de três semanas que se seguiu, eles apenas se envolveram com penetração consensual.

A segunda mulher, K, tinha 18 anos quando conheceu Gaiman em uma sessão de autógrafos em Sarasota, nos EUA, em 2003. Ela começou um relacionamento romântico com ele quando completou 20 anos, enquanto Gaiman tinha cerca de 40 anos, mas alega que ela se submeteu a sexo violento e doloroso que "não queria nem gostava."

Fique ligado no Omelete para mais informações.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.