Bebê Rena | Suposta Martha da vida real processa Netflix em US$ 170 milhões

Séries e TV

Notícia

Bebê Rena | Suposta Martha da vida real processa Netflix em US$ 170 milhões

Mulher pede indenização por danos morais

Omelete
2 min de leitura
Pedrinho
06.06.2024, às 17H51.
Atualizada em 19.06.2024, ÀS 08H29

Fiona Harvey, uma mulher britânica que alega ser a inspiração para a personagem Martha, de Bebê Rena, processou a Netflix em US$ 170 milhões por danos morais causados pela série de Richard Gadd. Segundo ela, a minissérie da Netflix contou “mentiras brutais” a seu respeito e afirma que o streaming não fez nada para confirmar os detalhes da história.

O processo pede indenização por "difamação, imposição intencional de sofrimento emocional, negligência, negligência grave e violações do direito de publicidade de Harvey" e cita a frase "isso é uma história real", que aparece no início do primeiro episódio com um dos argumentos. A ação foi movida em um escritório da Califórnia.

Ao longo do processo, os advogados mostra um print de um tweet de Harvey no qual ela publica uma frase idêntica a mostrada na série, marcando o Richard Gadd. Segundo ela, ao usar a mesma frase, ficou fácil para que ela fosse identificada. A partir disso, ela recebeu diversas mensagens diretas com ofensas e questionamentos sobre ela ser uma stalker.

Na trama da série, o protagonista Donny (Richard Gadd), um bartender que sonha em se tornar um comediante, começa a ser perseguido por uma stalker chamada Martha, interpretada por Jessica Gunning. A história é inspirada nas experiências de Gadd, que anos atrás sofreu com a perseguição de uma mulher.

Bebê Rena
 está disponível na Netflix.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.