Ator Luis Gustavo, em cena na Globo

Créditos da imagem: Rede Globo/Divulgação

Séries e TV

Notícia

Luis Gustavo, célebre ator e comediante, morre aos 87 anos

Inesquecível pela interpretação de Vavá, em Sai de Baixo, ator foi vítima de câncer

Eduardo Pereira
19.09.2021
14h52
Atualizada em
19.09.2021
16h13
Atualizada em 19.09.2021 às 16h13

Morreu, aos 87 anos, o ator e comediante Luis Gustavo. Famoso pela interpretação de Vavá, no humorístico Sai de Baixo, ele colecionou papéis memoráveis na dramaturgia da Rede Globo e em outras grandes produções nacionais. Seu trabalho mais recente foi em Malhação: Vidas Brasileiras, de 2018, como o personagem Heitor Laroche. De acordo com a assessoria da emissora, o ator foi vítima de complicações por um câncer no intestino.

Luis Gustavo deixa esposa, Cris Botelho, e os filhos Luis Gustavo Vidal Blanco, fruto de seu relacionamento com Heloísa Vidal, e Jéssica Vignolli Blanco, fruto de seu casamento com a falecida atriz Desireé Vignolli. O ator era avô de Marina Hoagland Blanco Buzzone e tio de Tato Gabus Mendes e Cássio Gabus Mendes, também atores. 

Filho de pais espanhóis, Luis Gustavo nasceu em 02 de fevereiro de 1934, na cidade de Gotemburgo, na Suécia. Tendo chegado ao Brasil ainda criança, entretanto, ele sempre se considerou um paulista de coração, enfrentando constantes pontes aéreas entre São Paulo e Rio de Janeiro para gravações e filmagens. Em seus últimos anos, escolheu a cidade de Itatiba, no interior de São Paulo, como morada.
 
Conhecido como "Tatá" entre os amigos mais próximos, ele ingressou no entretenimento atrás das câmeras, acumulando experiência como contrarregra, auxiliar de iluminação e cinegrafista. Eventualmente, tornou-se assistente de direção de vários programas, entre eles o teleteatro TV de Vanguarda, onde fez a sua estreia como ator na peça Mas Não se Matam Cavalos, de Horace McCoy.
 
Sua primeira oportunidade em uma novela chegou em 1964: foi na obra de Ivani Ribeiro Se o Mar Contasse, da TV Tupi. Também na emissora, ele atuou em O Sorriso de Helena, O Direito de Nascer, O Amor Tem Cara de Mulher e Estrelas no Chão. Ao mesmo tempo, o trabalho no teatro nunca parou. Em 1967, Luis Gustavo ganhou o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos de Teatro (APCT) pela atuação em Quando as Máquinas Param, de Plínio Marcos.
 
Seus maiores sucessos, entretanto, viriam mesmo na telinha. Como Vanderlei Mathias, o Vavá, Luis Gustavo passou a ser amado por todo o Brasil graças ao seu flagrante dom de fazer rir, em Sai de Baixo. Lançada em 1996 e parte da grade da Globo por sete temporadas, a produção passou a rivalizar com novelas históricas na briga por trabalho mais célebre de sua carreira. Entre os concorrentes: o trabalho em Beto Rockefeller, em 1968, a atuação como Ariclenes Almeida/Victor Valentin em ‘Ti Ti Ti’ (que ainda garantiria a ele um papel no remake da novela, anos depois), o músico cego Léo em Te Contei? e o playboy Ricardo em Anjo Mau.
 
Há quem diga, entretanto, que o trabalho mais memorável do ator foi o atrapalhado detetive particular Mário Fofoca em Elas por Elas de Cassiano Gabus Mendes. O sucesso da interpretação foi tanto que garantiu resgates ao personagem em um seriado homônimo, no filme As Aventuras de Mário Fofoca (1982) e em participações especiais em outras produções da Rede Globo.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.