Amor de Mãe no Globoplay

Créditos da imagem: Globoplay/Divulgação

Séries e TV

Artigo

Globoplay anuncia integração com canais por assinatura e novos canais ao vivo

Assinantes poderão escolher planos que incluem toda a rede de canais Globosat ao vivo

Henrique Haddefinir
31.08.2020
15h21

O mundo das plataformas de streaming continua em plena expansão e ao passo em que as empresas vão disputando popularidade através de seus títulos, o Globoplay segue como a única opção nacional de grande porte que busca melhorias e atrativos voltados para a oferta de um serviço. Não por coincidência, a palavra “oferta” foi bastante usada na coletiva que aconteceu hoje, 31, para anunciar algumas importantes mudanças que já começam a entrar em vigor a partir de amanhã, dia 01º de setembro. O Globoplay (chamado por seus representantes assim mesmo, no masculino) muda e passa a incorporar um grande conteúdo dos parceiros daquela que já pode ser chamada de “antiga TV por assinatura”.

Se antes a ideia de que o Globoplay incorporava “todo conteúdo da Globo” era discutível, a partir de setembro desse ano o conceito de All In One (tudo em um) será levado ao pé da letra e todos os canais Globosat da empresa (Viva, GNT, Multishow, entre outros) ficarão disponíveis para os assinantes em modo ao vivo. A notícia coloca em perspectiva o enfraquecimento dos serviços de TV por assinatura, que, segundo o que foi dito na coletiva, serão protegidas pelo delay entre a exibição e a disponibilidade no formato de vídeo dentro do catálogo do Globoplay. Ou seja, o assinante poderá assistir a um programa da GNT ao vivo dentro da plataforma, mas a versão em vídeo desse programa só ficará disponível para ser revista seis meses depois.

A inclusão dos canais da Globosat dentro do Globoplay não foi a única mudança representativa anunciada nessa coletiva. Além da Globo e do Futura terem sinal aberto mesmo para não-assinantes, por um valor comum de mercado, também estarão disponíveis os canais Universal, SyFy, Megapix, Canal Brasil e no formato à la carte os canais Premiere e Combate. Os pacotes ficarão distribuídos da seguinte maneira:

Gratuito: Trechos dos programas e sinal ao vivo da Globo e do Futura.

R$ 29,90: Globoplay como já conhecemos. A mudança aqui está na titularidade: a partir de agora a assinatura dá direito a um titular e dois dependentes. Os assinantes encontram ainda conteúdos selecionados em 4k, têm acesso ao recurso Cloud DVR e podem baixar vídeos para assistir offline via Download To Go.

R$ 49,90: O novo pacote vai incluir tudo que o Globoplay já oferece, mais os canais ao vivo da Globosat, mais conteúdos VOD em catchup dos canais Universal TV, Studio Universal e SyFi. Os assinantes encontram ainda conteúdos selecionados em 4k, têm acesso ao recurso Cloud DVR e podem baixar vídeos para assistir offline via Download To Go. 

Os assinantes também poderão voltar uma programação ao vivo enquanto ela acontece, para que seja possível assistir ao início de um programa que foi pego pela metade, por exemplo. Essa volta será possível em até uma hora e meia na programação da Globo e em até 4 horas pela programação dos outros canais.

As constantes reclamações acerca do funcionamento da plataforma também foram levadas em consideração e o Globoplay não só passou por um grande investimento técnico, como também vai aparecer de cara nova no aplicativo móvel e nas Smarts. Uma vantagem para os moradores de regiões interioranas também foi anunciada: apesar do sinal da Globo ao vivo não estar aberto em todas as regiões do interior (por conta de acordos com programações locais), os conteúdos ao vivo dos canais Globosat estarão ao dispor de todos que adquirirem o pacote, sem exceções.

O período de testes também passou de 7 para 30 dias e quem já for assinante poderá conferir as mudanças mais cedo. Agora, a partir de setembro, os assinantes já poderão migrar para o pacote mais completo. No dia 1º de outubro as mudanças alcançam os novos clientes.

Entre as novidades anunciadas, uma delas surpreendeu por não ser de ordem técnica e sim artística. A aguardada estreia da série de terror Desalma foi anunciada para o dia 22 de outubro. A produção criada pela escritora Ana Paula Maia e estrelada por Cassia Kiss, Maria Ribeiro e Claudia Abreu fala sobre bruxas e transmigração de almas, está finalizada há mais de um ano e criou muitas expectativas quando foi anunciada. Com sucessos originais como Aruanas e trunfos como a chegada de As Five, o Globoplay não só se impõe agressivamente no mercado, como luta pela fidelidade de seus consumidores.