Renata Sorrah em cena de Filhas de Eva

Créditos da imagem: Estevam Avellar/Globo

Séries e TV

Entrevista

Filhas de Eva | Série da Globoplay se inspira em Big Little Lies e This Is Us

Estreando depois de um ano guardada, minissérie da Globoplay tem Renata Sorrah, Giovanna Antonelli e Vanessa Giácomo como protagonistas

Henrique Haddefinir
04.03.2021
12h07

Filhas de Eva chega à Globoplay no dia 8 de março com uma proposta que deve gerar muits expectativas nos fãs de séries de TV: a nova produção buscou inspiração em Big Little Lies e This is Us, duas das séries mais premiadas e populares do mundo. "Tivemos algumas referências de obras interessantes, como as séries internacionais Big Little Lies, This is Us e Parenthood, além do filme Colcha de Retalhos. São produções que falam de mulheres e também de famílias, de relações humanas. O cotidiano e a realidade são nossas inspirações”, contou Nelito Fernandes, um dos autores da série, durante conversa com jornalistas. 

Para quem tem uma Big Little Lies nas mãos, a Globoplay esperou bastante para levá-la ao catálogo. Escrita também por Martha Mendonça, Jô Abdu e Adriana Falcão, FIlhas de Eva foi toda filmada antes da pandemia, há mais de um ano, mas sua exibição foi adiada diversas vezes. Embora o motivo da longa espera nunca tenha sido esclarecido (e soe como uma hesitação em apresentar o resultado final), o diretor Leonardo Nogueira estabeleceu suas metas: “Buscamos uma linguagem contemporânea e muitas vezes contemplativa, para acompanhar o tom da série”.

A história de Filhas de Eva nos leva realmente para esse lugar de contemplação. Sua sinopse não revela nenhum grande gancho, já que o importante para a produção é o desenvolvimento dos personagens de forma minimalista. A trama começa quando Stella (Renata Sorrah) decide, no meio das próprias bodas de ouro, anunciar o divórcio. Segundo Renata, a personagem tem uma espécie de epifania e decide fazer a grande mudança que vinha adiando há muitos anos. Nessa mesma festa, a responsável pelo bolo, Cléo (Vanessa Giácomo) - uma mulher que leva a vida na batalha diária - conhece a filha de Stella, Lívia (Giovanna Antonelli), que será profundamente afetada por esse encontro.

Giovanna Antonelli em cena de Filhas de Eva
João Cotta/Globo

Filhas de Eva?

Na entrevista coletiva de lançamento da série, o discurso das protagonistas reforçou o marketing da produção: é uma história sobre a quebra de padrões. “Eu odeio quem diz que não vai mudar, que é assim pronto e acabou. Não, eu quero mudar”, disse Renata, enquanto descrevia Stella. Para a atriz, tanto Stella quanto as outras duas chegam naquele ponto da vida em que alguns olham para si e se perguntam “Quem sou eu depois de tantos anos?”. Apoiada nisso, a narrativa tem a pretensão de mostrar como essas mulheres fugirão de realidades pré-concebidas sobre elas, construindo um caminho novo e cheio de liberdade.

Talvez, então, o título da série pudesse agregar um ponto de interrogação ao final. Deste ponto histórico em que estamos vivendo em diante, espera-se que nunca mais as mulheres possam ser culpadas pelos “erros” de uma figura mítica que está constantemente ligada à ideia de pecado, traição e dependência. Questionadas sobre isso, foi de Renata Sorrah que veio a resposta mais contundente: “Somos filhas de Eva, mas fazendo de tudo pra deixar de ser”.

Vanessa Giácomo fez a ponte mais direta: “Isso na verdade é a cara da série, porque todas vão sofrendo muito durante essa transformação”. Quando as respostas começaram a reforçar todo o progresso alcançado no campo dos direitos femininos, Giovanna Antonelli finalizou fazendo uma citação anônima da internet: “Metade do mundo são mulheres e a outra metade os filhos delas”. A atriz, animadíssima, encerrou fazendo pedidos para uma segunda temporada e concluindo: “Eu tenho muito orgulho de ser mulher. Nós somos sinistras”.

Será interessante avaliar até que ponto a história vai justificar ou refutar essa “maternidade mitológica”, já que sua estreia, num dia tão emblemático, Dia Internacional da Mulher, coloca sobre ela ainda mais responsabilidades.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.