Surrane Jones como Anne Lister em Gentleman Jack, da HBO

Créditos da imagem: Gentleman Jack/HBO/Divulgação

Séries e TV

Lista

Gentleman Jack | 5 motivos que fazem Suranne Jones perfeita para a protagonista

Atriz mergulhou à fundo na história de Anne Lister para viver a personagem

Patricia Gomes
14.06.2019
00h03
Atualizada em
14.06.2019
20h26
Atualizada em 14.06.2019 às 20h26

A jornada de Anne Lister não foi fácil. No século 19, a mulher que vivia abertamente como lésbica registrou sua vida em diários, mostrando o cotidiano de alguém que sempre lutou por uma sociedade mais igualitária. Sua história chegou à TV em Gentleman Jack, série da HBO que narra sua história através da protagonista interpretada por Suranne Jones.

A atriz, que é o grande destaque da série, conversou com o Omelete sobre seu processo criativo para levar às telas uma representação fiel da personagem. Confira abaixo 5 motivos que fizeram esta performance ser tão marcante, nas palavras da própria atriz:

A descoberta da história de Anne Lister

Não conhecia muito sobre ela, porém quando consegui o papel, fui atrás de absolutamente tudo. Os roteiros eram tão incríveis… Eu só fiquei pensando ‘como as pessoas podem não saber sobre essa mulher?’, porque ela é incrível. Porém, acho que agora é a época certa para contar a história dela por completo e do jeito corretoafirma Suranne Jones

A preparação para o papel

Fui atrás de todos os livros sobre ela, documentários, dissertações… Além disso, comecei a fazer academia pois sabíamos que Anne Lister era bem forte. Conversei com a produção sobre o quão “masculina” eu ficaria para o papel, portanto também fiz exercícios para ampliar meus ombros. Confundiam muito ela com um homem pelo seu jeito e sua voz profunda, então treinei muito para que isso soasse natural quando eu a interpretasse."

"Depois de um tempo, meu maquiador até disse que poderia me ‘ouvir chegando de longe por conta do andar de Anne Lister’ que tenho agora, me acostumei a andar como ela. E claro, perguntei para todas as lésbicas que conheço tudo sobre seus relacionamentos, sobre como elas saíram do armário, como se relacionam sexualmente, e mais. No fim, nunca me sinto completamente preparada para viver Anne Lister, porque ela era muito icônica”, explica a atriz.

A representação LGBTQ+ na TV

Gosto quando as pessoas olham e dizem "Oh, sou eu", seja uma garota querendo sair do armário ou seja uma mulher bem resolvida sentada com a sua esposa. Já tivemos muitas representantes como eu, muitos representantes homens também... É muito importante termos uma representação igualitária e justa das pessoas da sociedade.

A relação com as mulheres no set

O relacionamento com as diretoras no set foi muito importante. Sim, eram todas mulheres. Isso foi ótimo porque você poderia realmente falar sobre as nuances e complexidades que às vezes você não pode expressar. Ao falar com uma mulher, elas simplesmente entendem o que você quer dizer. Eu achei incrível, foi uma atmosfera incrível nas gravaçõesdiz Suranne Jones

A admiração pela personagem

Ela certamente seria famosa se ela estivesse aqui em 2019. O fato dela vestir o que ela vestia, defender o que ela defendia... Ela era capaz de dizer: ‘Eu tenho uma voz e serei ouvida’. Ela é vulnerável, corajosa e absolutamente inteligente”, completa a protagonista de Gentleman Jack.