Séries e TV

Artigo

Por que Digimon: Adventure é o melhor reboot de anime já feito

Comentamos a nova versão do desenho que marcou gerações

A cozinha
08.04.2020
15h03
Atualizada em
08.04.2020
15h17
Atualizada em 08.04.2020 às 15h17

Já está disponível no Brasil o primeiro capítulo de Digimon: Adventure, um reboot da animação clássica do fim dos anos 90. Novos capítulos são disponibilizados semanalmente no streaming Crunchyroll, na madrugada de sábado para domingo. E uma das coisas mais surpreendentes sobre o anime é que ele traz muitas novidades, mas se mantém dentro do universo clássico dos Digimons.

Segundo a sinopse, a série se passa em 2020 e a Rede se tornou algo indispensável para a vida das pessoas. O que ninguém sabe é que, por trás da Rede, há o Mundo Digital habitado pelos Digimons. Nesse contexto, o jovem Taichi Yagami tenta salvar sua mãe e irmã, que estão em um trem desgovernado, e entra por acidente nesse universo.

A série mostra bastante os personagens usando internet e celular, já que a trama se passa na época atual. Além disso, o anime mostra que mudanças no Mundo Digital afetam o mundo real, assim como como acontece de verdade. Dessa forma, a produção cria uma ligação muito interessante com os novos fãs, ao mesmo tempo em que renova a história para quem conhece a série clássica.

O primeiro episódio também deixa claro que a série terá mais calma ao apresentar os personagens e seus Digimons, já que nem todos os Digiescolhidos são mostrados de primeira. Cada protagonista ganhará mais desenvolvimento, especialmente o protagonista Tai. Confira acima nosso OmeleTV falando tudo sobre a nova versão.

Iniciada em 1999, Digimon acompanha um grupo de crianças e seus monstros-guerreiros de um mundo virtual, onde enfrentam forças do mal. Desde então, a franquia já originou séries animadas, filmes e também jogos.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.