Foto de Modern Family

Créditos da imagem: Modern Family/ABC/Divulgação

Séries e TV

Crítica

Modern Family - 11ª temporada

Momentos fofos salvam temporada final, que erra bastante na hora de fazer humor

Camila Sousa
09.04.2020
16h27

A primeira temporada de Modern Family foi transmitida em 2009, mostrando o início das histórias das famílias Dunphy e Pritchett. Assim como várias outras sitcoms da TV americana, o seriado mostrou o crescimento de personagens aos olhos do público, culminando no encerramento em sua 11ª temporada. Infelizmente, grande parte do ano final sofre com um texto que não evoluiu muito. Com humor datado e que dificilmente diverte, os episódios se salvam apenas pelos momentos fofos com os personagens.

Assim como The Big Bang Theory chegou ao seu final errando na hora de fazer um humor diferente para uma época diferente, Modern Family também ficou parada no tempo, usando recursos que pouco fazem rir, algo grave se tratando de um seriado de humor. Em alguns casos, aliás, as escolhas soam bizarras. Com o crescimento dos irmãos Dunphy, por exemplo, a série começou a apostar no jovem Luke como um tipo de “galã”, que gosta de namorar mulheres mais velhas e faz até uma piada do quanto “mulheres depois dos 30 estão desesperadas” por um relacionamento. Tal fala deixa claro que o roteirista desse episódio está preso em um “humor” que não faz mais sentido. Apesar de ter moderna no nome, a série ficou antiquada de muitas formas.

Há outros momentos que incomodam, como quando Lily entra em uma competição com outra garota, ou quando Gloria quer batizar os bebês de Haley escondida por conta de crenças próprias, sem levar em consideração o desejo da mãe. Independentemente do politicamente correto ou não, a verdade é que nenhum desses recursos geram cenas de fato engraçadas. Na maior parte dos episódios, os fãs ficam apenas espantados com as atitudes dos personagens. 

É verdade que a série sempre explorou os defeitos dos protagonistas como uma forma de mostrar que nenhuma família é perfeita. Geralmente os exageros no meio do episódio dão lugar ao arrependimento e uma lição no final. No entanto, certos momentos da 11ª temporada realmente incomodam por ações que desvirtuam a evolução dos personagens.

Dores do amadurecimento

Felizmente, os episódios finais da temporada entregam bons momentos em família, que salvam o encerramento. O maior foco aqui é o amadurecimento, não apenas dos filhos, mas também dos pais que passam por momentos inéditos em suas vidas. Claire e Phil, por exemplo, ficam com medo de se tornarem inúteis, agora que os filhos cresceram e eles são até avôs. O mesmo medo ronda Gloria, quando ela (finalmente) começa a trabalhar fora e sente que Manny, Joe e Jay não vão mais precisar de seus cuidados.

De certa forma, a série mostra como as pessoas sempre tentam encontrar seus lugares, seja no trabalho, na escola ou até mesmo na família. O maior medo não é de ser odiado, mas esquecido. Os personagens de Modern Family buscam incessantemente não serem deixados de lado por aqueles que amam. Há erros e acertos neste caminho, claro, mas a produção ganha muito quando constrói conflitos que fazem sentido com seus personagens e culminam em aprendizados reais. 

O tema do amadurecimento e do começo de coisas novas é o que dá o tom dos episódios finais. Há uma mudança total na dinâmica das famílias, de uma forma que nunca tinha acontecido antes. No caso dos Dunphy, por exemplo, Haley voltou para casa após ser mãe e os irmãos mais novos sempre estiveram por perto. A série acerta ao deixar para trás tais convenções e ter coragem de criar um encerramento digno para cada família. Depois de grandes despedidas, choros e abraços, todos estão prontos para começar um novo período em suas vidas, assim como acontece com todos.

A despedida de Modern Family é agridoce. Para quem se lembra de Alex, Haley e Luke tão novinhos nas primeiras temporadas (cenas felizmente resgatadas aqui), há uma dorzinha no coração em deixá-los. O mesmo acontece com a tensão competitiva de Claire e a fofura de Phil, um dos melhores pais criados no entretenimento. Assim como em outras sitcoms, é impossível não criar uma ligação com personagens que existem há 11 anos. Mas, da mesma forma que os Dunphy e os Pritchett seguiram em frente, é hora de os fãs dizerem adeus, tendo a certeza de que a série terminou na hora certa, antes de tropeçar ainda mais em recursos datados.

Modern Family
Encerrada (2009-2020)
Modern Family
Encerrada (2009-2020)

Criado por: Christopher Lloyd, Steven Levitan

Duração: 11 temporadas

Nota do Crítico
Bom

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.