Pôster de Saint Seiya: Saintia Shô

Créditos da imagem: Saint Seiya: Saintia Shô/Toei/Divulgação

Séries e TV

Lista

Conheça Saintia Shô, o novo anime de Os Cavaleiros do Zodíaco

Saiba quem são as Saintias e como elas se encaixam na história original de Masami Kurumada

Camila Sousa
18.12.2018
21h28

Além da série da Netflix, Os Cavaleiros do Zodíaco também está de volta com Saint Seiya: Saintia Shô, anime transmitido atualmente no Brasil pelo Crunchyroll. Mas quem são essas saintias e como suas histórias se encaixam com os cavaleiros? Para responder à essas perguntas reunimos abaixo os pontos principais para entender a trama:

Quem são as Saintias?

Pôster de Saint Seiya: Saintia Shô
Saint Seiya: Saintia Shô/Toei/Divulgação

Essa explicação está na primeira edição do mangá, assinado por Chimaki Kuori, já para esclarecer as dúvidas do público. Mii de Golfinho revela que a ordem das Saintias é diferente dos Cavaleiros e também das Amazonas:

“Via de regra os cavaleiros que protegem a deusa Athena são apenas homens e há uma regra que diz que, se uma mulher quiser trilhar o caminho de um cavaleiro de Athena, ela precisa abandonar o fato de ser mulher.

Quando a deusa virgem Athena descende à Terra como humana, é permitido somente a mulheres cuidar de suas necessidades. Para que elas possam cumprir esse papel, abre-se uma exceção para que mulheres recebam a dádiva da armadura sem precisar abdicar de seu lado feminino. Essa função é reservada às moças intocadas e altamente capacitadas. Elas tornam-se cavaleiros especiais, como ‘damas de companhia’ da deusa Athena. Essas são as Saintias”, diz a personagem.

Isso explica, por exemplo, o fato de as Saintias não usarem máscaras, como acontece com as amazonas.

Qual é a história?

Imagem de Saint Seiya: Saintia Shô
Saint Seiya: Saintia Shô/Toei/Divulgação

A trama de Saintia Shô começa as irmãs Shoko (a mais nova) e Kyoko (a mais velha). Durante a infância, Shoko é atacada por servos da deusa maligna Éris, que querem transformar seu corpo em um hospedeiro da vilã.

Nesse momento, as irmãs são salvas por Milo, o Cavaleiro de Ouro de Escorpião, que revela que as duas nasceram sob a estrela de um destino cruel. Depois desse dia, Kyoko decide ficar forte o suficiente para proteger a irmã mais nova e seu caminho a leva ao treinamento das Saintias.

No futuro, Kyoko se sacrifica no lugar da irmã e se torna a hospedeira de Éris. Assim, Shoko começa seu treinamento como Saintia e, muitas vezes, precisa enfrentar a própria irmã.

E os demais cavaleiros?

Mangá Saintia Shô
Saintia Shô/JBC/Reprodução

A história de Saintia Shô acontece em paralelo com a trama dos cavaleiros de bronze/ouro. Ou seja, nessa realidade, Seiya continua como o cavaleiro de Pégasus ao lado de seus companheiros, os Cavaleiros de Ouro continuam guardando suas casas no santuário e toda essa parte das histórias clássicas continua sem alteração.

Quando a trama começa, Saori está preparando o Torneio Galáctico e os cavaleiros estão retornando de seus treinamentos. Um dos primeiros nomes conhecidos que aparece é Jabu, o cavaleiro de bronze de Unicórnio. Já Seiya estampa a capa do mangá #4, ao lado de Shoko e nesta mesma edição é citada sua famosa luta com Shyriu de Dragão logo no começo do torneio. Também há uma justificativa para a Batalha das 12 Casas e porque as Saintias não estavam lá.

Esse é um dos pontos mais interessantes de Saintia Shô: a ideia não é substituir os cavaleiros clássicos ou a história que já existe, mas sim mostrar uma trama paralela que completa a lenda dos defensores de Athena.

Athena

Mangá Saintia Shô
Saintia Shô/JBC/Reprodução

Tanto o anime quanto o mangá de Saintia Shô apresentam uma Athena um pouco diferente. Ela ainda é reativa em muitos casos e precisa da proteção de seus cavaleiros, mas a maior mudança é a consciência que a deusa tem das guerras que acontecem por sua causa e dos sacrifícios dos cavaleiros.

Se no anime original Saori era uma criança mimada que zombava dos garotos na Fundação Graad, aqui ela sabe desde muito cedo qual é sua responsabilidade e o peso que isso traz. Ela também não sente prazer em enviar os cavaleiros para os penosos treinamentos e sabe que muitos deles morrem antes mesmo de conseguir uma armadura.

Essa é uma maturidade que Athena conquistou com muitos anos no anime e nos filmes originais e está aqui desde o começo. Athena não entra na linha de frente da batalha, mas ao ter consciência sobre seu papel no mundo, ela se torna uma personagem mais interessante de acompanhar.

Shoko é como o Seiya?

Imagem de Saint Seiya: Saintia Shô; Imagem de Os Cavaleiros do Zodíaco
Saint Seiya: Saintia Shô/Toei/Divulgação; Os Cavaleiros do Zodíaco/Toei/Reprodução

Esse é um dos pontos polêmicos do novo anime/mangá. Muitos fãs apontaram várias semelhanças entre a protagonista Shoko e Seiya. Assim como o cavaleiro de Pégasus, Shoko é impulsiva em suas decisões e, apesar de sempre se sobressair por sua insistência em conseguir algo, muitas vezes essa teimosia torna seu caminho mais difícil.

Porém, ao invés de ser parecida apenas com Seiya, a jovem carrega características de vários cavaleiros de bronze. Sua relação com a irmã Shoko é um exemplo. Ela é a irmã mais nova, que vê a mais velha a proteger e se sacrificar por sua segurança. Por mais que Seiya também tenha uma irmã, essa dinâmica é muito semelhante a Ikki e Shun. No anime clássico, Shun foi designado para a Ilha da Rainha da Morte, mas Ikki foi em seu lugar. Em Saintia Shô, Shoko deveria ser a hospedeira de uma deusa má, mas Shoko fez isso em seu lugar.

O que a personalidade de Shoko traz, na verdade, é um sentimento de superação que permeava todo o anime de Os Cavaleiros do Zodíaco. Muitas vezes os personagens precisavam - de seus próprios modos - superar medos e os próprios limites para vencer as batalhas, assim como a jovem faz aqui. Shoko não foi treinada desde nova para ser uma Saintia. Ela descobriu esse mundo já na adolescência e tomou a decisão, acima de tudo, para ajudar a salvar a irmã. Isso mostra que tanto a origem, quanto a motivação de Shoko são bem diferentes das de Seiya. Os dois personagens compartilham alguns traços em comum, mas ambos têm seus próprios méritos por motivos diferentes.

Vilã

Mangá Saintia Shô
Saintia Shô/JBC/Reprodução

Até a edição #11, publicada no Brasil pela JBC, a grande vilã de Saintia Shô é Éris. Embora Athena tenha outros oponentes durante a história (afinal a Saga das 12 Casas acontece e há o Mestre do Santuário), a deusa da discórdia (ou do caos) está durante toda a história, principalmente por sua ligação com Shoko e Kyoko.

A personagem não difere muito de outros vilões do anime clássico. Como deusa da discórdia, ela quer a destruição da humanidade e a morte de Athena, mas suas motivações não são tão exploradas e não vão além disso. Vale lembrar também que essa não é a primeira vez que Éris é a grande vilã de Os Cavaleiros do Zodíaco. Ela esteve no filme O Santo Guerreiro, lançado em 1987.