Tom Welling em Smallville

Créditos da imagem: Smallville/CW/Reprodução

Séries e TV

Artigo

Como Smallville influenciou as séries da DC na CW

Quem aí lembra das Aventuras do Superboy?

Camila Sousa
27.07.2018
15h52

Quando Smallville - As Aventuras do Superboy começou a ser transmitida, o canal CW ainda não existia. Na época, o seriado sobre a juventude do Superboy era exibido no The WB Television, que se tornou a CW apenas em janeiro de 2006. Apesar disso, Smallville influenciou muito o que o canal faz atualmente com o Arrowverse, formado por atrações como Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow.

Em 2001, a DC já tinha passado pela TV com Mulher-Maravilha (1975-1979), Superboy (1988-1992), The Flash (1990-1991) e Lois & Clark: As Nova Aventuras do Superman (1993-199), mas havia uma geração inteira de jovens que conhecia o Superman, mas não tinha uma referência sobre ele no cinema ou na TV. É nesse momento que começa a clássica música “Save Me” e Tom Welling aparece na tela incorporando um jovem Clark Kent poderoso e ingênuo, exatamente como o Superman deve ser.

O seriado teve 10 temporadas e metade delas foi dedicada a mostrar Clark na vida de estudante em Smallville (ou Pequenópolis), e a outra metade mostrou o herói já trabalhando do Planeta Diário e morando e Metrópolis. Mas todos os anos tiveram algo em comum: o formato procedural (do vilão da semana) e o desenvolvimento de conceitos dos quadrinhos da DC, exatamente como acontece atualmente na CW.

Foi em Smallville, por exemplo, que muitos fãs tiveram o primeiro contato com Lex Luthor (muito bem interpretado por Michael Rosenbaum), com o Arqueiro Verde/Oliver Queen (Justin Hartley), Lois Lane (Erica Durance, atualmente no elenco de Supergirl) e até mesmo uma versão da Liga da Justiça. Atualmente, há um novo público que está conhecendo o universo de personagens como Flash e Supergirl, seguindo a mesma fórmula. A longevidade e o sucesso do seriado também abriram caminho para a criação de Arrow, que foi lançada em 2012, apenas um ano depois do término de Smallville.

A Liga da Justiça de Smallville

Smallville/CW/Reprodução

Claro, há muitos problemas em séries com uma duração tão grande, e é comum ver tramas absurdas e tiradas do nada para completar suas temporadas. Mas isso também cria a oportunidade de desenvolver os personagens e criar uma ligação deles com o público. Para muitos fãs brasileiros, que cresceram assistindo ao seriado no SBT ou na Warner Channel, há uma sensação de conforto em rever os episódios ou ouvir a música-tema no YouTube. Clark, Lana, Lex, Lionel, e vários outros personagens se tornaram amigos do público e ver suas aventuras toda a semana era como visitar velhos conhecidos. E essa é uma das melhores sensações que uma série ou filme pode proporcionar.

Tom Welling em Smallville
Smallville/CW/Reprodução