Buffy | Reboot contará uma história inédita com nova protagonista

Créditos da imagem: Fox/Reprodução

Séries e TV

Notícia

Buffy | Reboot contará uma história inédita com nova protagonista

Showrunner esclareceu que se trata de algo diferente do original

Arthur Eloi
26.07.2018
15h17

A notícia do reboot de Buffy, a Caça-Vampiros não alegrou muita gente. Para esclarecer a situação, a roteirista e showrunner Monica Owusu-Breen preparou uma carta aberta ao público - veja abaixo:

"Para alguns roteiristas de gênero, é Star Wars. Buffy é como Star Wars para mim. Antes de eu me tornar uma roteirista, eu era uma fã por sete temporadas. Vi Buffy Summers crescer, encontrar o amor, matar esse amor. Assisti ela lutar, sofrer e destruir."

"Existe apenas uma Buffy. Um Xander, uma Willow, Gilles, Cordelia, Oz, Tara, Kendra, Faith, Spike e Angel. Eles não podem ser substituídos. A bela e brilhante série de Joss Whedon não pode ser replicada. Eu nem tentaria. Mas aqui estamos, 20 anos depois. O mundo parece mais assustador do que nunca."

"Talvez seja a hora de conhecer uma nova Caçadora... E isso é tudo que eu posso dizer", afirmou.

Após anos de rumores e especulações, o reboot de Buffy, a Caça-Vampiros foi oficializado pela Fox TV - saiba mais.

O projeto será roteirizado por Monica Owusu-Breen (FringeAgents of SHIELD), que também será a showrunner, e trará uma nova abordagem ao seriado. Joss Whedon, criador da versão original, será produtor-executivo da nova versão. O papel da protagonista Buffy, por sua vez, será interpretado por uma atriz negra - mas nomes ainda não foram divulgados.

Fox TV discute a ideia há anos e, recentemente, o presidente do estúdio, Gary Newman, afirmou que o programa só voltaria se Whedon voltasse junto: "Se você olhar o nosso catálogo, Buffy é provavelmente o seriado mais frutífero que poderíamos trazer de volta. Mas eu não sairia do prédio vivo se eu anunciasse isso. É algo que conversamos frequentemente, e Joss Whedon é realmente um dos maiores criadores com quem já conversamos. Quando Joss quiser fazer, nós faremos. E até lá, não vai acontecer".