Séries e TV

Notícia

Aziz Ansari é acusado de abuso sexual e responde alegações

Ator recebeu o Globo de Ouro este ano

Julia Sabbaga
15.01.2018
09h06
Atualizada em
15.01.2018
19h02
Atualizada em 15.01.2018 às 19h02

Aziz Ansari, premiado no Globo de Ouro como melhor ator em série de comédia por Master of None, foi acusado de abuso sexual em um artigo publicado pelo site Babe

Em um longo relato pessoal, a vítima de 23 anos, identificada apenas como Grace, descreve um encontro com o ator, que aconteceu no ano passado. Grace diz que Ansari iniciou forçadamente diversas iniciativas sexuais, e que o ator ignorou suas recusas. Na descrição do relato, Grace diz: "Meu desconforto estava explícito, eu me afastava e contestava. Sei que minha mão parou de mexer, eu congelei". E ainda: "Eu acredito que Aziz tenha tirado vantagem de mim. Eu não fui ouvida e ignorada. Foi de longe a pior experiência que eu já tive com um homem". 

Grace publicou também a troca de mensagens que aconteceu no dia seguinte, em que ela deixa claro seu desconforto da noite anterior e o ator pede desculpas por "ter interpretado mal seus sinais". 

A vítima ainda diz ter sido doloroso vê-lo usando o broche de Time's Up, em apoio às mulheres de Hollywood, na premiação do Globo de Ouro: "Foi doloroso vê-lo ganhar e aceitar o prêmio, e absolutamente irritante vê-lo usando o broche de Time's Up. Eu acho que este momento acendeu a chama e me fez perceber que é real".

Através de um representante, o ator emitiu a seguinte declaração:

"Em setembro do ano passado, eu conheci uma mulher em uma festa. Nós trocamos telefones. Nós enviamos mensagens e eventualmente saímos em um encontro. Nós saímos para jantar e depois nos envolvemos em atividade sexual, que por todas as indicações eram completamente consensuais. 

No dia seguinte eu recebi uma mensagem dela dizendo que 'apesar de ter parecido ok', após ter refletido ela se sentiu desconfortável. É verdade que tudo pareceu ok para mim, então quando eu soube que não era o mesmo para ela eu fiquei surpreso e preocupado. Eu ouvi suas palavras e respondi privadamente depois de ter tido o tempo para processar o que ela disse. Eu continuo apoiando o movimento que está acontecendo em nossa cultura. É necessário e há muito tempo atrasado". 

Assédio em Hollywood

2017 foi marcado por diversas denúncias, que começaram com acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Depois disso, vários outros casos vieram à tona, incluindo o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois disso.

No primeiro dia de 2018, 300 mulheres que trabalham em Hollywood, incluindo atrizes, diretoras, roteiristas e produtoras, formaram o Time’s Up, uma iniciativa para lutar contra o assédio sexual na indústria do audiovisual e também em áreas de trabalho manual, como mecânica, construção, etc.