Ataque ao ator Jussie Smollett pode ter sido forjado, diz mídia de Chicago

Créditos da imagem: Empire/Fox/Divulgação

Séries e TV

Notícia

Ataque ao ator Jussie Smollett pode ter sido forjado, diz mídia de Chicago

Fontes da ABC 7 e CBS apontam que crime foi encenado; Polícia diz que não há evidências para confirmar a reportagem

A cozinha
14.02.2019
23h43
Atualizada em
15.02.2019
00h00
Atualizada em 15.02.2019 às 00h00

A polícia de Chicago está investigando indícios de que o ataque sofrido pelo ator Jussie Smollett, de Empire, na verdade foi forjado. A informação é de dois jornais da cidade [via Variety].

O relato de Smollett afirma que ele estava em Chicago quando foi abordado por dois homens que fizeram ofensas racistas e homofóbicas (o ator assumiu a homossexualidade em 2015, no programa de Ellen DeGeneres). Os dois então teria batido no ator, amarrado-o com uma corda ao redor do pescoço e jogado-o uma substância química, posteriormente descoberta como alvejante. O ator também afirmou que ouviu os agressores eram MAGA (de "Make America Great Again", apelido dado aos eleitores de Donald Trump).

Já "diversas fontes" do jornalista Rob Elgas, da ABC 7,  apontam que o incidente foi falsificado pois o ator estava descontente que seu personagem em Empire, Jamal Lyon, seria retirado do programa. Outro relato por parte de Brad Edwards, da CBS Chicago, indica que as "duas testemunhas não-prestativas" que estão sendo investigadas são os homens que ajudaram Smollett no golpe - tanto é que a mídia da cidade até chegou a afirmar que um dos investigados já foi figurante no seriado. 

A polícia está checando as alegações e, segundo a Variety, passou a quinta-feira (23) interrogando os dois principais suspeitos - mas a organização emitiu um comunicado dizendo que não há certezas até o momento: ao TV Line, o chefe de comunicação Anthony Guglielmi afirmou: "Relatos da mídia sobre o ataque à Jussie Smollett ser falso não foram confirmados.[O superintendente] Eddie Johnson entrou em contato com a ABC 7 para ressaltar que não temos evidências que confirmem suas reportagens e que suas supostas fontes estão mal informadas ou são imprecisas.".

Pamela Sharp, que representa o ator, respondeu dizendo trata-se apenas de "rumores ridículos", e que Smollet está sendo "muito prestativo e consistente" em seu relato. Por fim, a Fox, emissora que produz e transmite Empire nos EUA, também se pronunciou ao TV Line dizendo que não havia planos de demitir o ator do seriado. Fique de olho no Omelete para mais atualizações sobre o caso.