Séries e TV

Notícia

Arklay | Série de TV cancelada de Resident Evil investigaria "os incrédulos crimes que levaram à exposição de uma conspiração", diz criador do projeto

Shawn Christopher Lebert falou sobre o seriado baseado nos games da Capcom

Arthur Eloi
28.02.2018
18h37
Atualizada em
06.03.2018
23h04
Atualizada em 06.03.2018 às 23h04

Em 2014, notícias sobre uma série de TV live-action de Resident Evil circularam pela internet. O projeto, batizado de Arklay, era criação do novato Shawn Christopher Lebert e tinha como premissa a investigação de misteriosos homicídios em Raccoon City, a cidade na qual se passa a primeira trilogia do clássico do horror nos games.

Dave/Vimeo/Reprodução

A ideia, porém, não foi para frente. Agora, o site brasileiro Resident Evil Database entrevistou Lebert para saber mais sobre a série que nunca viu a luz do dia.

O cineasta começa explicando que a trama teria um tom mais policial, investigando "os incrédulos crime que levaram à exposição de uma conspiração que vinha ocorrendo no último século".

Lebert continua: "A premissa seria de uma novela policial, e as coisas extrapolam além de passado, presente e futuros acontecimentos. É uma bomba relógio que um de nossos protagonistas, o detetive James Reinhardt, está tentando impedir antes que seja tarde demais. Existem muitas coisas acontecendo em torno dele, e ele tem todo o direito de suspeitar de quase todos." Muito desse conceito foi reaproveitado em Dave, curta de Lebert recentemente lançado que demonstra a premissa de Arklay - veja abaixo:

Dito isso, é importante ressaltar que não se tratava de um projeto oficial - e muito disso se deu pela notícia ter saído cedo demais. "Conhecia um produtor para quem passei a ideia, que adorou o conceito, mas a informação saiu prematuramente e causou excitação e confusão ao mesmo tempo. Eventualmente, as notícias de uma série de TV se espalharam e foi quando a Capcom soube. Eu disse que estava escrevendo material para uma série, e houve muita interpretação errada, dizendo que era oficial."

Ainda assim, o seriado se encaixaria na cronologia da franquia. "Só a Capcom pode qualificar algo como canônico ou não, mas Arklay tem toda a intenção de obedecer à linha do tempo canônica dos eventos dos jogos, e preenchê-la até certo ponto em novas e interessantes ideias. Eu diria que seria uma boa série “coadjuvante”, no caso", disse Lebert.

O produtor garante que Arklay seria ambientado na delegacia de polícia de Raccoon City, seria focada em terror e teria participações especiais de vários personagens dos jogos, como Chris Redfield.

Por fim, Lebert diz que ainda há chances do projeto voltar: "A ideia da série não foi descartada, é só uma questão de fazer as pessoas certas se interessarem por ela. E se vocês estão interessados e acreditam nesta direção, vozes podem ser ouvidas."