Séries e TV

Notícia

A importância de Chaves para o público brasileiro

Como uma série mexicana da década de 70 conquistou o coração dos brasileiros

Camila Sousa
10.08.2020
18h09

Foi com muita tristeza que os fãs receberam a notícia no último dia 31 de julho que o SBT deixaria de exibir Chaves após 36 anos no ar. Verdade seja dita, muitos dos que ficaram tristes nem consumiam mais o conteúdo na TV aberta, mas saber que ele estava ali gerava uma espécie de conforto.

Ao lado de Chapolin e Chespirito, Chaves é uma criação de Roberto Gómez Bolaños e começou ainda na década de 70. Há quem não goste das piadas repetidas ("Não quer entrar para tomar uma xícara de café?"), mas não há como negar que o seriado fez um grande sucesso no Brasil desde que o SBT assinou contrato com a Televisa.

Um dos fatores para isso é exatamente o humor simples da produção. Embora algumas vezes tenham uma camada de ironia quase imperceptível, as piadas de Chaves são, em sua maioria, de fácil entendimento, o que faz a série ser querida por pessoas de todas as idades. Talvez o adulto dê risada por um motivo diferente da criança, é claro, mas é raro existir um programa de humor que tenha uma linguagem tão universal.

Outro ponto também é a identificação do público brasileiro com os personagens. Ver Chaves, Chiquinha, Quico e companhia brincando com coisas simples, como uma bola nova, ou ficando felizes ao ganhar um pirulito gigante gera uma empatia única com várias crianças brasileiras que cresceram na periferia e também viam alegria em coisas tão ingênuas. A inocência das brincadeiras de Chaves reflete muito do que significa ser criança, algo mostrado muito bem na música "Brincaremos sem Parar".

Chaves deixou de ir ao nar no SBT a partir de 1º de agosto de 2020 não por conta da emissora, mas sim por um problema de direitos entre a Televisa e os herdeiros de Bolaños, que morreu em 2014. Segundo algumas informações, nem mesmo a emissora mexicana está exibindo os seriados, que foram retirados também do catálogo do Amazon Prime Video no Brasil. Há quem diga que a família de Bolaños está negociando exclusividade com algum streaming, mas nada foi confirmado até agora.

Neste momento é difícil saber qual será o futuro das séries idealizadas por Roberto Gómez Bolaños. A única certeza é que, mesmo que elas fiquem muito tempo fora do ar, Chaves, Chiquinha, Seu Madruga, Dona Florinda e vários outros personagens já fazem parte do imaginário dos brasileiros e isso nunca vai mudar - com ou sem exibição na TV.