Séries e TV

Entrevista

3% | "Ele não faz ideia do que fazer, por onde começar", diz Rodolfo Valente sobre Rafael na 2ª temporada

Ator conta ainda que interesse amoroso colocará planos do seu personagem em risco

Rafael Gonzaga
26.04.2018
20h29
Atualizada em
26.04.2018
21h03
Atualizada em 26.04.2018 às 21h03

Rodolfo Valente volta ao mundo de 3% em 27 de abril, na estreia da 2ª temporada da série brasileira sobre um futuro distópico na Netflix. O personagem, um rapaz pouco querido pelo público nos primeiros episódios, mostrou sua real faceta na reta final da temporada de estreia, quando revelou ser um agente infiltrado da Causa, resistência contra o processo seletivo central da trama - responsável por excluir 97% da população em detrimento de manter o luxo e o conforto dos 3% da população aprovado para essa realidade luxuosa através de uma seleção perigosa e moralmente questionável. Em entrevista ao Omelete, o ator falou um pouco sobre o novo ano.

“Ele não faz ideia do que encontrará ali. Ele não faz ideia do que fazer, por onde começar”, conta o ator, avaliando o comportamento do personagem nessa nova fase. “O Rafael é muito calculista, mas ele também improvisa muito. Ele passa no Processo e quando chega lá não tem ninguém, não tem a Causa. Qualquer passo em falso que ele dê ali pode ser fatal. Ele está sob pressão, diferente do processo, que ele já tinha feito. Ele conhecia muito bem aquele terreno que ele estava pisando, tinha muita confiança nele. Agora, a confiança que ele tinha vai para o ralo, ele está em um lugar muito perigoso e não faz ideia do que fazer".

Na temporada anterior, Rafael rouba o lugar do próprio irmão mais novo para participar do Processo, já que cada pessoa só pode participar uma vez da seleção e ele havia sido eliminado no ano anterior. O motivo, contudo, é nobre: o rapaz quer acabar de vez com um sistema que privilegia uma parcela ínfima da população, enquanto o restante segue na miséria absoluta. Para isso, ele se une ao grupo clandestino de resistência conhecido como a Causa e consegue passar no Processo. No Maralto, o paraíso prometido para essa minoria, os desafios - e os questionamentos internos do personagem - serão outros.

Rodolfo conta que o começo da temporada mostrará o personagem tentando provar seu valor. “Ele está onde ele sempre quis estar na vida dele, que é no meio do reino inimigo do Maralto, para destruir tudo, esse sempre foi o sonho dele. Tanto é que ele tomou decisões muito complexas para conseguir chegar onde ele chegou. Ele precisa acertar e fazer o que ele sempre quis fazer, senão tudo até então foi em vão. Ele quer provar para todo mundo que é um grande herói e não uma pessoa que roubou por roubar para ter uma chance de estar no Maralto”, conta.

Romance à vista

Contudo, manter o foco em sua missão será algo mais complicado do que ele imagina. Isso pelo motivo de que há a introdução de um interesse amoroso para o rapaz no Maralto, algo que despertará dúvidas sobre o que ele pensava sobre os habitantes do local. Elisa, personagem nova vivida por Thaís Lago, terá o papel de mostrar um novo ponto de vista para Rafael, que, até então, esteve muito convicto de suas crenças em relação à missão que sente a necessidade de executar.

A Elisa já passou pelo Processo, ela faz parte do Maralto e trabalha na área da saúde”, conta a atriz em entrevista ao Omelete, contando ainda um pouco sobre as coisas que farão com que ela e Rafael acabem atraídos um pelo outro na série. “Ela é uma pessoa muito correta, ao contrário do Rafael, mas que tem alguma coisa em comum com ele. Rola uma atração, tem um romance aí. Ela é uma mulher divertida, forte, esperta, e eu acho que é isso que acaba atraindo o Rafael. Mas a gente não sabe se ela entende exatamente com quem ela está jogando”.

Para Rodolfo, seu personagem verá o envolvimento com Elisa como um problema originalmente, mas pode ser que ela forneça a eles novos olhares. “A Elisa vai ser mais um complicador para o Rafael”, conta o ator. “No continente, ele sempre viu o Maralto e todos que ali estavam como grandes inimigos. Na primeira temporada, quando ocorre a morte do César, ele pensa que, mesmo sendo a pessoa errada a ter morrido, ele merece por fazer parte daquilo. Quando ele pisa no Maralto, começa a ver que não é tudo preto e branco, que há tons de cinza. A coisa é mais complexa do que ele pensava ser. Pensar que tem uma pessoa legal no Maralto muda toda a perspectiva dele e pode comprometer as coisas que ele tinha para fazer”, explica.

3% é um thriller ambientado em um futuro pós-apocalíptico, onde somente 3% da população é aceita em uma sociedade privilegiada após todos serem submetidos a um processo intenso e competitivo. A primeira temporada já está disponível na Netflix. A nova temporada estreia em 27 de abril.