Filmes

Notícia

RoboCop | José Padilha reclama da falta de liberdade criativa

Fernando Meirelles diz que colega está sofrendo nas mãos do estúdio

Natália Bridi
27.08.2012, às 08H24
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H45
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H45

José Padilha está sofrendo em Hollywood, de acordo com Fernando Meirelles. Em entrevista à revista Trip, o diretor de 360 falou sobre as dificuldades e a falta de liberdade criativa que atormentam seu colega no remake de RoboCop.

robocop

None

"Ele está dizendo que é a pior experiência dele. De cada dez ideias que ele tem, nove são cortadas. Qualquer coisa que ele quer, tem que brigar. ‘Isso aqui é um inferno’, disse ele para mim. ‘O filme vai ficar bom, mas eu nunca sofri tanto e não quero fazer isso de novo’. Ele está amargurado, mas é um brigador", revelou Meirelles sobre a conversa que teve com Padilha por telefone.

Recentemente, o filme de Padilha perdeu Hugh Laurie como vilão e tem agora Clive Owen como possível substituto. Na trama, Joel Kinnaman será Alex Murphy, o RoboCop, e Abbie Cornish (Sucker Punch) sua esposa. No elenco também estão Gary Oldman (como o cientista que cria a máquina), Samuel L. Jackson (um carismático megaempresário de televisão), Jay Baruchel (diretor de marketing da OCP),Jackie Earle Haley (Maddox, o homem que dá um treinamento militar a RoboCop), Michael Keneth Williams (parceiro de Murphy), Jennifer Ehle (Liz Kline) e Marianne Jean-Baptiste (oficial da corporação policial). O roteiro de Josh Zetumer ganhou uma revisão de Nick Schenk (Gran Torino) e depois de James Vanderbilt (ZodíacoO Vingador do Futuro).

MGM produz e a Sony Pictures distribuirá o novo RoboCop em 9 de agosto de 2013.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.