Imagem de House of X

Créditos da imagem: House of X/Marvel Comics/Reprodução

HQ/Livros

Notícia

House of X | Brasil vira inimigo dos mutantes em nova HQ dos X-Men

Assunto é mostrado na edição #5 da publicação de Jonathan Hickman

Camila Sousa
21.09.2019
10h40
Atualizada em
21.09.2019
11h33
Atualizada em 21.09.2019 às 11h33

A edição #5 da HQ House of X, nova publicação dos X-Men, mostra que o Brasil foi contra a criação de uma nação para os mutantes em Krakoa. A série mostra que todos os seres com a mutação do gene X se uniram para que a ilha seja reconhecida como um estado soberano. Quem lidera o pedido às Nações Unidas é Charles Xavier, que oferece em troca remédio que aumenta a expectativa de vida dos humanos e é feito à base de uma planta nativa da ilha.

Na história, a maioria dos países do mundo reconhece a ilha de Krakoa, mas algumas nações negam o acordo, incluindo o Brasil. O motivo, segundo as páginas da HQ abaixo, é político. Entre outras nações que negaram o acordo estão Rússia, Irã, Coreia do Norte, Venezuela, entre outros. Todas as nações que recusaram o acordo são consideradas como adversárias pelos mutantes.

Com isso, a expectativa é que o quadrinho mostre conflitos dos mutantes com tais nações nas próximas edições, escritas por Jonathan Hickman e com artes de Pepe Larraz e R.B. Silva.

Vale lembrar que recentemente a HQ Vingadores: A Cruzada das Crianças foi alvo de censura pelo governo do Rio de Janeiro na Bienal do livro. Na época, Jim Cheung, ilustrador da edição, se disse surpreso com o caso e pediu ao povo brasileiro para "se unir, ao invés de ajudar a semear conflito e divisão".