Tom Wolfe, escritor e jornalista, morre aos 87 anos

Créditos da imagem: JayHenry/Wikicommons

HQ/Livros

Notícia

Tom Wolfe, escritor e jornalista, morre aos 87 anos

Wolfe escreveu clássicos como Os Eleitos e Fogueira das Vaidades

Fábio de Souza Gomes
15.05.2018
14h08
Atualizada em
17.05.2018
03h04
Atualizada em 17.05.2018 às 03h04

O escritor Tom Wolfe, um dos mais importantes nomes do jornalismo literário no século XX, morreu nesta segunda-feira (14), aos 87 anos. Segundo sua agente, Lynn Nesbit, ele faleceu em decorrência de uma infecção em um hospital de Nova York (Via Variety).

Ao lado de nomes como Norman Mailer, Gay Talese e Truman Capote, tornou-se uma das bases do Jornalismo Literário – um movimento que revolucionou a escrita de não ficção na década de 60 trazendo a narrativa jornalística mais próxima da literatura, utilizando recursos narrativos que na época eram característicos apenas em romances ficcionais.

Além disso, ainda trabalhou em ficções como Os Eleitos e Fogueira das Vaidades, publicações que foram adaptadas ao cinema e tornaram-se clássicos da sétima arte.

 Leia mais sobre Tom Wolfe