Stan Lee processa empresa que fundou e pede US$ 1 bilhão por "danos"

Créditos da imagem: Reprodução/The Gifted

HQ/Livros

Notícia

Stan Lee processa empresa que fundou e pede US$ 1 bilhão por "danos"

Processo contra a POW! Entertainment diz que a empresa o fez assinar um contrato fraudulento

Fábio de Souza Gomes
16.05.2018
07h30
Atualizada em
16.05.2018
06h10
Atualizada em 16.05.2018 às 06h10

Stan Lee entrou com um processo contra a POW! Entertainment, empresa que fundou em 2001, e pede US$ 1 bilhão, revelam documentos divulgados pela Variety.

O processo diz que Lee assinou um contrato fraudulento com a POW! que garante à empresa direitos exclusivos de seu nome, quando na verdade negociou um acordo sem exclusividade. O documento alega que a empresa chinesa Camsing International Holding se aproveitou da visão fraca de Lee, que foi causada por uma degeneração macular, para alterar o documento durante a aquisição da POW!. Originalmente, o acordo dizia uso sem exclusividades e teria sido secretamente mudado para uso exclusivo do nome de Lee.

O processo busca rescindir o acordo de Lee com a POW! por conta desses motivos, além de buscar uma compensação de US$ 1 bilhão por danos.

Recentemente, Lee publicou em seu twitter uma mensagem dizendo que havia recuperado o controle de sua conta e explicou que nunca publicou nada em nenhuma rede social verificada. O processo alega que a POW! Entertainment estava por trás dessas contas.

Lee fundou a POW! em 2001 ao lado de Gil Champion e Arthur Lieberman.

Entenda o que está acontecendo com Stan Lee

Recentemente foi divulgado que a única filha de Stan LeeJ.C. Lee, foi acusada de abusos físicos e psicológicos em seu pai, assim como em sua mãe, Joan Lee, que faleceu em julho do ano passado. O THR revelou um documento assinado pelo quadrinista onde ele acusa três homens - Jerardo “Jerry Olivarez (cuidador de Lee na época), Keya Morgan (atual cuidador de Lee) e Kirk Schenck (advogado de J.C. Lee) – de tentar controlar suas propriedades e dinheiro. Pouco depois de assinar o documento, ele demitiu seu advogado e contratou uma série novas pessoas, entre elas o próprio Morgan – leia mais.

Na aparição mais recente de Stan Lee foi na Sillicon Valley Comic Con, onde seu assistente Keya Morgan, precisa soletra para o criador de grande parte do Universo Marvel como assinar o próprio nome. Muitos fãs descreveram sua participação como perturbadora, com o criador do Homem-Aranha aparentemente sendo forçado a caminhar pela convenção contra sua vontade - leia mais