HQ/Livros

Artigo

Por que você precisa ler My Hero Academia

Com personagens carismáticos e nenhuma enrolação, mangá é prato cheio para fãs de super-heróis

Gabriel Avila
10.04.2018
11h34
Atualizada em
12.04.2018
12h06
Atualizada em 12.04.2018 às 12h06

Super-heróis estão mais populares do que nunca, com o Universo Cinematográfico da Marvel completando 10 anos e filmes como Pantera Negra batendo recordes de bilheteria, é natural que obras com o tema chamem atenção, mas My Hero Academia não só aproveita o hype, como também conta uma história com o melhor dos animes e dos quadrinhos.

Divulgação

A história se passa em um mundo onde ter superpoderes, aqui chamados “dons”, é comum, então grande parte da população sonha em ser herói. O protagonista da história é Izuku Midoriya, um garoto aficcionado por super-heróis que nasceu sem habilidades especiais. Mesmo sem poderes, Midoriya não pensa duas vezes ao ver um colega sendo atacado por um supervilão e tenta salvá-lo. Essa ação altruísta acaba chamando a atenção de All Might, o maior de todos os heróis, que decide passar seus poderes a Midoriya e treiná-lo para que seja seu sucessor. Após meses de preparação o garoto consegue entrar na escola U.A., a melhor do país no treinamento de super-heróis.

Midoriya é um clássico protagonista de “shounen”, o gênero de mangás voltado ao público juvenil onde é comum que o protagonista tenha um grande objetivo, senso de justiça e carisma, como é o caso de Dragon Ball e Naruto. A obsessão de Midoriya com os heróis e a vontade de se tornar o maior deles combina com essa descrição, mas a personalidade do garoto bebe também da fonte dos quadrinhos americanos.

O autor do mangá, Kôhei Horikoshi, é assumidamente fã de Homem-Aranha, e sempre o cita como uma inspiração para sua criação. Assim como Peter Parker, Midoriya é um garoto que ajuda quem precisa, se colocando em risco sem pensar duas vezes. Além do protagonista, Horikoshi pega emprestado alguns “dons” muito familiares como supervelocidade, capacidade de controlar fogo (e gelo), invisibilidade entre outros para compor seus personagens, mas o faz sem perder a originalidade.

Indo muito além dos poderes, todo o elenco de My Hero Academia é muito cativante. Logo que entra para a turma na nova escola, o garoto percebe que não é o único mirando se tornar o herói número um. Cada um com sua motivação e origem própria, ganham espaço na trama ao abordar temas como legado, violência doméstica, problemas financeiros, e tudo isso com otimismo, enxergando nas dificuldades oportunidade para crescer. Construindo amizades, aprendendo uns com os outros, os alunos formam um grupo fascinante, que dá gosto em acompanhar.

A trama corre sem enrolação, com arcos empolgantes, se preocupando em desenvolver a garotada entre torneios escolares e lutas contra terríveis vilões. Cada arco traz novas descobertas, estabelecendo os perigos e desafios que os heróis desse mundo têm de enfrentar. O funcionamento da escola, as motivações dos vilões, acampamentos de férias, tudo é colocado de uma forma que gradualmente amplia esse vasto e interessante mundo dominado por super-heróis.

O mangá é publicado no Brasil pela Editora JBC e está atualmente na nona edição. Já o anime de My Hero Academia está na terceira temporada e é exibido pelo serviço de streaming Crunchyroll com legendas em português.