HQ/Livros

Lista

As origens mais bizarras de super-heróis

Personagens da Marvel e da DC já estrelaram algumas das histórias mais loucas das quadrinhos

A cozinha
11.04.2021
17h01
Atualizada em
11.04.2021
17h44
Atualizada em 11.04.2021 às 17h44

Que os quadrinhos têm alguns dos personagens mais incomuns da ficção, ninguém discute. Só que mesmo em uma mídia tão fantasiosa, alguns heróis se destacam na bizarrice, principalmente no que diz respeito a suas histórias de origem.

De viagens no tempo a refrigerantes, a Omelista de hoje traz cinco das origens mais estranhas de super-heróis - confira no topo da página. 

Homem-Elástico

Enquanto alguns heróis como Senhor Fantástico e Homem-Borracha conquistaram seus poderes entrando em contato com elementos científicos, Ralph Dibny se tornou o Homem-Elástico depois de investigar diversos contorcionistas e descobrir que eles tomavam o mesmo refrigerante, Gingold. Acontece que a bebida era feita com uma fruta muito rara, o gingo. Ralph então destilou o extrato do fruto e o resto é história.

Os Flashes

Embora o manto do Flash seja um dos mais icônicos da história dos quadrinhos, é inegável que as origens dos três primeiros donos do título de Homem Mais Rápido do Mundo são um pouco esquisitas. Jay Garrick, o Flash da Era de Ouro, ganhou seus poderes após inalar vapores de água concentrada em minerais.

Já Barry Allen se tornou o Corredor Escarlate após ser encharcado com materiais químicos e ser atingido logo depois por um raio. Não bastasse a história de Barry, Wally West, o terceiro Flash, tem uma história idêntica à de seu predecessor, que passou a auxiliar como o Kid Flash.

Cable

Cable surgiu em 1990 nos quadrinhos dos X-Men e foi uma bela adição ao panteão de mutantes da Marvel. Com um design típico da época, ele tem poderes telepáticos, corpo de ciborgue e forma uma dupla muito divertida com o Deadpool. Mas sua história é tão complicada quanto as tramas da década. 

Filho de Scott SummersMadeline Pryor (clone de Jean Grey), Nathan Summers foi criado pelo Ciclope e a Garota Marvel após sua mãe assumir o nome Goblin Queen e morrer.

Acontece que o bebê foi infectado por um vírus tecno-orgânico, que transforma matéria orgânica em tecnologia, então eles tiveram que entregar o pequeno Nathan para os Askani, um clã de viajantes no tempo. Com ajuda de Rachel, sua filha de outra linha temporal, Scott e Jean têm suas mentes enviadas para seus corpos no futuro e ensinaram o garoto a usar seus poderes.

Já adulto, Nathan adotou o nome Cable e voltou no tempo pra derrotar seu próprio clone e acabou se tornando o líder da X-Force.

Doutor Druida

Anthony Druid é um personagem da Marvel, criado por Stan Lee e Jack Kirby, mas não teve o mesmo sucesso que outras criações da dupla. Ele era um psiquiatra e explorador, que foi convocado pra ajudar a curar um monge no Tibete. Esse monge era nada mais, nada menos que O Ancião, que por conta da bondade do nosso querido Anthony, o ensinou como usar poderes místicos. 

Embora sua origem seja extremamente semelhante com a de Stephen Strange, o Doutor Estranho, o Doutor Druida não se tornou o Mago Supremo, mas sim um homem asiático. De maneira racista, Lee e Kirby mudaram as fisionomias de Druida para fazê-lo parecer mais místico”. Essa origem obviamente levou o personagem a ser esquecido no tempo.

Condor Negro

Em uma origem semelhante à do Tarzan, Richard Grey Jr. nasceu enquanto seus pais exploradores estavam em uma missão na Mongólia. Os dois acabaram mortos por mercenários locais e Richard ficou entre os cadáveres. Eventualmente, um condor - ave de rapina que, na verdade, não existe na Mongólia - foi se alimentar dos corpos e encontrou o bebê e decidiu criá-lo.

Quando adulto, Richard encontra um eremita que o ensina a falar inglês e ele começa a investigar os mercenários que mataram seus pais. Ele encontra os bandidos logo depois deles terem cometido outro assassinato, dessa vez a vítima foi o senador Thomas Wright.

Depois de derrotar os mercenários, ele decide assumir a identidade do senador morto e defender a justiça como super-herói e político

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.