HQ/Livros

Notícia

O selo Epic está de volta

O selo Epic está de volta

Rodrigo Piolho
27.02.2003
00h00
Atualizada em
11.11.2016
13h04
Atualizada em 11.11.2016 às 13h04

Inaugurado no meio dos anos 80 sob a batuta do prolífico Archie Goodwin, o selo Epic, da Marvel Comics, foi pioneiro, dentre as grandes editoras americanas, no que diz respeito à publicação de títulos cujos direitos autorais continuariam pertencendo a seus criadores. Por intermédio do selo, foi publicado material de qualidade inquestionável, tais como Groo, de Sérgio Aragonés e Mark Evainer, Elektra assassina, de Frank Miller, Moonshadow, de J. M. DeMatteis e Jon J. Mutt e Marshall Law, de Pat Mills e Kevin ONeill, dentre outros. O Epic também foi o responsável pelo desembarque de Akira em terras ianques e pela reimpressão de obras clássicas dos quadrinhos, como Elfquest e LT. Blueberry. Com a migração de Goodwin para a DC, o selo ficou a cargo do editor Carl Potts até meados da década de 90, quando foi cancelado.

Recentemente, a Marvel anunciou o que rumores já davam conta: o selo está de volta e tem estréia programada para o fim deste ano. Como não podia deixar de ser, a editora está guardando com extremo sigilo maiores detalhes sobre esse relançamento. No entanto, algumas informações sobre seu funcionamento e pessoas envolvidas já foram divulgadas, tais como:

  • As personagens e títulos podem pertencer aos seus criadores;
  • Os títulos poderão apresentar tanto novas personagens e conceitos quanto propriedades (personagens) da Marvel (nesse caso, obviamente, os direitos do mesmo pertencerão à Casa das Idéias);
  • Financeiramente, o acordo será muito parecido com o que há na Image e na Vertigo. Explicando: os novos criadores receberão uma quantia para entregar um gibi pronto para ser impresso. Além disso, haverá incentivos monetários - ou seja, mais grana - para aqueles que venderem mais de 20.000 exemplares.
  • Os editores responsáveis pela linha serão Mark Millar, Bill Jemas, Stephanie Moore e Ralph Macchio. Michael Doran estará envolvido, contatando e assegurando os direitos dos criadores envolvidos.

A Marvel já começou a solicitar que os interessados enviem material para avaliação. O interessante é que, apesar dos rumores de pesos pesados da indústria, tais como Adam Kubert, John Romita Jr., Steven Grant, Andy Diggle e o supra citado Mark Millar já estarem desenvolvendo seus projetos para a linha, o alvo principal da Marvel são jovens talentos, especialmente pessoas ligadas a sites relacionados a quadrinhos. Segundo o site The Pulse, a grande maioria dos colaboradores do Comic book resources foi convidada a enviar material para a editora, o mesmo acontecendo nos sites Aint-it-cool-news, Pop image, Newsrama, Artbomb, X-Fan, Movie poop shoot¸ e Sequential tart. Ainda segundo o The Pulse, alguns dos colaboradores dos sites acima citados declinaram do convite, enquanto outros já começaram seus projetos.

Nós aqui do Omelete ainda não recebemos nenhum e-mail da Marvel convidando-nos a entrar na festa. Claro que, como o lançamento da nova linha Epic só deve ocorrer mais pro fim do ano, ainda há tempo de Quesada e Jemas lembrarem-se da gente. ;-)