HQ/Livros

Notícia

<i>Marvel Age</i>: Uma nova linha de HQs

<i>Marvel Age</i>: Uma nova linha de HQs

Rodrigo Monteiro
09.01.2004
01h00
Atualizada em
05.11.2016
05h10
Atualizada em 05.11.2016 às 05h10

Em março, chega às comic shops americanas Marvel Age Spider-Man, o primeiro título da mais nova linha de gibis da Marvel. De acordo com o gerente de vendas da Marvel, David Gabriel, a principal motivação por trás da Marvel Age é simples: atrair novos leitores para os gibis da editora. Por "novos", entenda-se "jovens". Preferencialmente crianças a partir dos seis anos de idade e aquela faixa de público adolescente que ainda não alcançou a maturidade necessária para acompanhar os títulos da linha Ultimate.

A idéia por trás de Marvel Age é recontar algumas das maiores (ou mais importantes) histórias de alguns dos principais personagens da editora, fazendo algumas adaptações para o público atual. Parece que já vimos isso antes, não? Talvez no próprio Universo Ultimate? Gabriel garante que a coisa funcionará de forma diferente desta vez. "A linha Ultimate é uma reformulação das histórias para uma nova audiência, modernizando-as de forma a dar-lhes o ar de um blockbuster. Em Marvel Age estamos tentando ser mais simples e contar novamente as histórias originais dos anos 60 de uma forma moderna".

Gabriel continua, dizendo que o Homem-Aranha foi a escolha mais óbvia para inaugurar a nova linha, pelo fato de ser um personagem bastante familiar. O sucesso de Marvel Age, segundo ele, depende do poder da Marvel de atrair não só a atenção das crianças, como também de seus pais. Afinal, são eles que tem o poder de decisão final sobre o que querem que seus filhos leiam ou não.

Ao contrário da linha Ultimate, a primeira edição de Marvel Age Spider-Man não contará, de novo, a origem do herói aracnídeo. "A primeira edição mostra o primeiro encontro do Homem-Aranha com o Abutre. Vamos iniciar com o começo da série do Homem-Aranha. Stan (Lee) e Steve (Ditko) realizaram um grande trabalho naquelas primeiras histórias, então seguiremos a ordem estabelecida por eles. Com isso em mente, uma das coisas que sentimos é que sua origem foi contada e recontada tantas vezes (...) que resolvemos não incomodar os leitores. Por isso vamos começar pela primeira aparição de um de seus inimigos".

Ao roteirista Daniel Quantz, um novato nos quadrinhos, caberá a tarefa de prover os textos de Marvel Age Spider-Man, cuja arte ficará a cargo de Mark Brooks. David Gabriel explicou que, basicamente, o trabalho de Daniel é dar um ar de modernidade aos diálogos e linguagem usada na história, sem alterar demais ou complicar a narrativa visual estabelecida originalmente.

Outro diferencial nas revistas de Marvel Age é o fato de que praticamente todos os seus gibis conterão histórias fechadas, algo que vem sendo requisitado pelos leitores desde que a Marvel instituiu uma política de trabalhar apenas com arcos de histórias. Serão raras as edições que trarão o famoso "continua" na última página.

Além do Homem-Aranha, o Quarteto Fantástico também está nos planos da Marvel Age e seu título estreará em abril. Ao contrário do Aranha, no entanto, o Quarteto terá sua história recontada e devidamente modernizada para o público atual. No entanto, essa origem estará bem ligada aos conceitos originais que Stan Lee e Jack Kirby criaram para a série. Sean McKeever (Inhumans) será o escritor da série, que terá arte de Makoto Nakatsuka. Outros heróis da Marvel também devem estrelar títulos na Marvel Age, apesar da afirmativa de David Gabriel que não é intenção da editora recontar as histórias de todos os seus personagens nem adaptá-los para uma audiência mais jovem.

A primeira edição de Marvel Age Spider-Man chega às comic shops em março. Marvel Age Fantastic Four começa a ser publicado em abril.