HQ/Livros

Lista

5 vezes que o Homem-Aranha revelou sua identidade nas HQs

Peter Parker já tirou a máscara algumas vezes ao longo dos anos

Gabriel Avila
13.07.2019
21h19

Nas HQs, identidade secreta é uma grande preocupação para o Homem-Aranha. Graças a sua extensa galeria de vilões, Peter Parker tenta ao máximo se manter anônimo para evitar que as pessoas ao seu redor sofram. Porém, em mais de 50 anos de existência, o herói já foi desmascarado algumas vezes. Confira abaixo 5 momentos em que a identidade do Cabeça de Teia veio a público:

Desmascarado pelo Dr. Octopus

Em Amazing Spider-Man #12, Doutor Octopus sequestra Betty Brant na redação do Clarim Diário e deixa um recado para que o Homem-Aranha o enfrente em um local marcado. Peter, que estava presente, veste seu traje e parte em busca do vilão. Porém, seus poderes estão reduzidos por conta de uma gripe e o Teioso é derrotado por Otto, que arranca sua máscara na frente de Brant e J. Jonah Jameson. Para a sorte do garoto, os presentes duvidam que ele e o Homem-Aranha sejam a mesma pessoa, acreditando que Parker só se vestiu como o herói para socorrer sua amiga.

Finalmente Desmascarado

Já na edição #87 de Amazing Spider-Man, Peter fica doente novamente e acredita que está perdendo seus poderes definitivamente. Frustrado e exausto, o garoto decide que seus dias como escalador de paredes acabaram. Ele então vai à festa de aniversário de Gwen Stacy, onde seus amigos estão reunidos, e decide confessar que foi o Homem-Aranha. Assustado pela reação da garota, ele parte para o hospital enquanto Harry Osbourne recorda do fatídico encontro contra o Doutor Octopus e começa a questionar se Parker não era mesmo o herói nesse tempo todo. Após se curar da doença, ele decide limpar sua barra e recorre a Hobie Brown, o ex-vilão Gatuno, que veste o traje do Aranha e aparece na casa dos Stacys ao mesmo tempo em que Peter e agradece ao garoto por “guardar seu traje”.

Confronto

Na HQ Saga Original do Clone, o vilão Chacal faz uma cópia do Homem-Aranha acreditando que apenas o herói é capaz de derrotar a si mesmo. No fim da história, Peter sai vencedor e tem de se livrar do corpo de sua réplica e acaba sendo fotografado nesse momento. Na edição 169 de Amazing Spider-Man, essas fotos chegam a ninguém menos que J. Jonah Jameson, que acredita que o Cabeça de Teia matou seu fotógrafo e está se passando pelo garoto. Quando Jameson o confronta, Peter explica que essas fotos não passam de montagens feitas a partir de uma foto sua na praia com MJ que devem ter sido manipuladas por Harry Osbourne, que há pouco havia se tornado o Duende Verde. Convencido pela explicação, Jameson simplesmente pede desculpas e se retira.

Guerra Civil

A mais importante revelação da identidade do Homem-Aranha aconteceu durante a saga Guerra Civil. A HQ mostra o conflito ideológico entre o Homem de Ferro e o Capitão América, colocados em lados opostos sobre a Lei de Registro, em que os heróis deveriam tornar suas identidades públicas e agir em parceria com o governo. Como estratégia para mostrar que se revelar é o caminho certo, Tony Stark convenceu o Homem-Aranha a tirar a máscara em uma coletiva de imprensa para o mundo todo.

Durante o conflito, Peter passa a se questionar se fez a coisa certa ao perceber que o seu lado estava cometendo excessos, especialmente após a morte do herói Golias por um clone do Thor criado pelo próprio Homem de Ferro com ajuda de Reed Richards. Abandonado por Stark, Parker entra para o time do Capitão América antes da batalha final. Após a saga, os vilões passaram a caçar o Teioso, atingindo até a Tia May, baleada a mando do Rei do Crime. Após um tempo com a identidade revelada, Peter decide fazer um pacto com o demônio Mefisto para retornar ao anonimato.

A Morte do Homem-Aranha

No início dos anos 2000, a Marvel lançou uma linha de quadrinhos chamada "Ultimate" que consistia de um novo universo criado para atualizar os personagens da editora em histórias mais próximas ao público. O título que iniciou esse selo foi justamente o Homem-Aranha, que por aproximadamente 150 números se tornou sucesso de crítica e público até que o roteirista Brian Michael Bendis decidiu matar o herói. Na história, os maiores vilões de Peter, incluindo Duende Verde, Kraven, Electro, Dr. Octopus, Homem-Areia e Abutre, escapam da prisão e conhecendo sua identidade secreta decidem buscar vingança. Entretanto, o sexteto chega a residência dos Parker, logo após ser baleado por engano pelo Justiceiro durante um conflito entre Vingadores e Supremos.

O herói então enfrenta os vilões e apesar de impedi-los pela última vez, acaba falecendo. O combate acontece com o Amigão da Vizinhança sem máscara, o que revela sua identidade. Dias depois, a cidade em Nova York de decide homenagear o herói e organiza um grandioso funeral em seu nome. Apesar da morte de Peter Parker, não foi o fim do Homem-Aranha no Universo Ultimate, já que poucos dias depois uma aranha radioativa picou um outro garoto chamado Miles Morales.