HQ/Livros

Notícia

Editor da DC comenta a maior saga da editora para 2008 - e mais

Dan Didio promete evitar os erros que causaram o fracassso de Countdown

Érico Assis
31.12.2007
01h00
Atualizada em
22.01.2017
04h07
Atualizada em 22.01.2017 às 04h07

O editor-executivo da DC Comics Dan Didio deu uma entrevista de fim de ano ao site Newsarama, na qual fez uma retrospectiva dos erros e acertos da editora em 2007 e deu algumas dicas sobre o que esperar em 2008. Os principais temas foram o fracasso de Countdown e as perspectivas para Final Crisis.

A série semanal Countdown - que na edição 26 virou Countdown to Final Crisis - é o problema do ano para a DC. Personagens demais, talento de menos e uma interligação complicada com as séries mensais dos heróis levaram a pesadas críticas de leitores, especialmente onde dói: nas vendas.

final crisis

None

Ao contrário da série semanal precedente - e sucesso - 52, Countdown tem histórias contemporâneas às das séries mensais, o que gerou um pesadelo editorial de sincronização que Didio e sua equipe não conseguiram resolver. O próprio editor reconhece isto: "Ao tentar juntar o universo, acabamos atrasando histórias nas séries do Universo DC, e não deixamos que cada história seguisse seu ritmo natural, na sua própria revista".

A idéia agora, da metade para o final, é desvincular Countdown de outras séries e deixar que ela siga independentemente, com seus próprios personagens de vários cantos do universo de heróis.

Countdown to Final Crisis se encerra em abril. O número 0 (a série tem numeração descendente) se chamará Final Crisis 0 e terá participação dos escritores Geoff Johns e Grant Morrison - este último, o principal responsável pela última crise. Morrison e J.G. Jones dão início, no mês seguinte, às sete edições de Final Crisis.

A minissérie vai tomar o 2008 da DC até dezembro. Porém, diz Didio, sem ter impacto nas séries mensais. Haverá apenas duas minisséries relacionadas correndo ao mesmo tempo - ainda sem nome ou tema revelados - e uma linha de especiais que sairá durante um mês de intervalo na mini. "Esta é toda extensão de Final Crisis", garante o editor.

Mesmo com os problemas de Countdown, a DC tem planos de mais uma série semanal - ainda não se sabe se para 2008 ou 2009. Já correm rumores de que Kurt Busiek e Mark Bagley serão os responsáveis, mas nada confirmado. O editor-executivo só coloca que será um novo modelo, "com uma equipe criativa muito menor" (tanto Countdown quanto 52 reuniram quatro ou mais escritores, com uma infinidade de desenhistas).

Didio ainda falou bastante da experiência com "The Sinestro Corps War", um "mini-evento" restrito às séries do universo de Lanterna Verde, que foi sucesso entre os fãs sem apelar para uma mega-crossover. Haverá novas experiências parecidas, restritas a um pequeno número de séries.

O modelo deve ser aplicado, por exemplo, à comemoração dos 70 anos de Superman, que acontece em 2008. Os planos para a comemoração ainda são mistério - Didio só diz que "será uma grande história que levará o herói ao próximo capítulo de sua vida".