HQ/Livros

Crítica

Star Wars: Shattered Empire #1 | Crítica

Minissérie começa com ação frenética e um mistério envolvendo os Damerons

Marcelo Hessel
14.09.2015
16h52
Atualizada em
29.06.2018
02h45
Atualizada em 29.06.2018 às 02h45

Com Star Wars: Shattered Empire, minissérie em quatro edições que começou a sair na semana passada nos EUA, a Marvel Comics enfim aborda diretamente em suas HQ da saga o período histórico que cobre os 30 anos de história entre O Retorno de Jedi e O Despertar da Força. E embora a trama se passe durante e imediatamente após a Batalha de Endor que encerra o Episódio VI, Shattered Empire #1 já deixa pistas de sua ligação com o Episódio VII.

None

Em 20 páginas, o roteirista Greg Rucka nos mantém o tempo inteiro sob o ponto de vista de Shara Bey, personagem de traços negros/latinos inédita na franquia e protagonista da minissérie. De forma um pouco esquemática, Rucka coincidentemente coloca Shara para interagir com os protagonistas da saga, para situar sua trama dentro do escopo maior visto no cinema: a piloto escolta Luke na saída da Estrela da Morte, depois é xavecada por Lando na vila dos Ewoks, e por fim pilota nave em uma missão com Han Solo.

Nesses encontros (com exceção da folga com banquete e fogueira para celebrar a vitória contra o Império, que no fim das contas se revela momentânea) o que pauta a narrativa é a ação. Shattered Empire não dá tempo para o leitor esquentar ou mesmo se ambientar direito, e se este número 1 parece acabar rápido demais depois de 20 páginas é porque a ação é frenética. O desenhista Marco Checchetto tem o mérito de encher o espaço de naves com um traço detalhista sem tornar a coisa toda incompreensível.

O que mais chama a atenção do leitor, porém, é algo não dito, nem mostrado: a ligação com O Despertar da Força, particularmente um parentesco sugerido com o personagem de Oscar Isaac que estrela o vindouro filme, o piloto da (ex-?) Aliança Poe Dameron. Na HQ, o marido de Shara Bey se chama Kes Dameron. Tudo indica que acompanharemos Shara e Kes ao longo desta minissérie, mas qual seria a ligação entre Kes e Poe?

A ligação é óbvia e deve ser um dos mistérios centrais de Shattered Empire - mesmo porque, até agora, a Marvel havia omitido o sobrenome do personagem e só se referia a Kes pelo seu primeiro nome, em sinopses e comunicados. Pelos 30 anos que separam a Batalha de Endor e a trama do Episódio VII, é impossível que Kes (que pelo desenho de Checchetto parece ter 20 e poucos anos) e Poe sejam a mesma pessoa. Já se aposta que Kes e Shara Bey são os pais de Poe Dameron - e a julgar pela obsessão que Star Wars tem por laços de filiação, e não só dentro da família Skywalker, pode-se dizer que esse palpite é o mais seguro a fazer. Vamos acompanhar.

Nota do Crítico
Bom