HQ/Livros

Artigo

Coringa | Como a DC pode lançar dois filmes do vilão com atores diferentes

Explicamos as possibilidades para as duas produções envolvendo o personagem

Fábio de Souza Gomes
06.06.2018
13h07
Atualizada em
11.07.2018
16h35
Atualizada em 11.07.2018 às 16h35

O Coringa deve ganhar dois filmes em breve e com dois atores diferentes. O primeiro terá Joaquin Phoenix no papel do vilão e o outro conta com o retorno de Jared Leto, que reprisará o que fez em Esquadrão Suicida. Apesar de confuso, este plano pode estar diretamente ligado com o que a editora está fazendo atualmente nos quadrinhos.

Reprodução/DC Comics

Recentemente, a DC Comics promoveu uma grande mudança nas HQs ao lançar a iniciativa Renascimento, que transformou todo o seu Universo. Além de reformular alguns de seus principais heróis, a iniciativa foi um grande sucesso de vendas e deu origem a sagas que viraram clássicos instantâneos como A Guerra de Piadas e Charadas, escrita por Tom King na série mensal do Batman e que atualmente está sendo publicada no Brasil pela Panini.

Ao mesmo tempo que viu seu Universo interligado crescer, a editora entendeu que historicamente alguns de seus melhores trabalhos são quadrinhos que não tem ligação nenhuma com o Universo convencional da editora, como é o caso de O Cavaleiro das Trevas, Reino do Amanhã e Grandes Astros: Superman. Dar liberdade para os escritores e desenhistas trabalhar com seus heróis e vilões de uma maneira mais séria e inesperada sempre se provou um acerto e, por isso, ela anunciou há pouco tempo o selo Black Label, que lançará HQs fora da continuidade das séries atuais.

Nesse selo estarão histórias como Batman: Damned, publicação que mostrará o Batman ao lado de John Constantine investigando a morte do Coringa; Superman: Year One, onde Frank Miller e John Romita Jr. mostrarão sua visão da juventude do Homem de Aço; e diversos outros títulos que incentivarão autores a arriscar mais com seus personagens.

Com os dois filmes do Coringa, é possível que o cinema esteja buscando inspiração nessas ideias aplicadas nos quadrinhos. Enquanto o filme do Palhaço do Crime de Jared Leto se encaixaria no Universo Cinematográfico da DC e expandiria o personagem que apareceu em Esquadrão Suicida, o longa que contará com Joaquin Phoenix deve arriscar mais e não terá ligação nenhuma com o que tem sido feito na telona. Até o momento, sabe-se apenas que ele pode ser dirigido por Todd Phillips e deve ser mais “pé no chão”, colocando o vilão no início dos anos 80 e seguir uma linha parecida com clássicos como Táxi Driver e Touro Indomável – o que reforça ainda mais a ideia de um filme fora do Universo DC.

Ainda teremos de esperar para entender exatamente o que a DC planeja no cinema. Porém, caso essa ideia se confirme, seria uma alternativa para agradar os fãs do atual trabalho da editora na telona e, também, um jeito de conquistar novos e até mesmo antigos fãs que gostavam mais do clima realista de Christopher Nolan.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.