Música

Notícia

Pearl Jam lança versão sem censura do clipe de “Jeremy”

Clipe, que tem forte mensagem contra armas de fogo, traz imagem retirada da edição veiculada em 1992

Nicolaos Garófalo
06.06.2020
19h46

Uma das canções mais famosas do Pearl Jam, “Jeremy” fala sobre o suicídio de um garoto de 17 anos em frente de sua turma do colégio. Em 1992, quando a música e o clipe foram lançados originalmente, a cena do suicídio do rapaz ficou apenas implícito nos momentos finais do vídeo, tendo sido censurada pelas autoridades televisivas da época. 28 anos depois, a banda de Seattle relançou o vídeo como havia sido filmado inicialmente, com o garoto entrando em sua sala de aula e levando um revólver à boca – assista acima [contém cenas fortes].

O relançamento do clipe de “Jeremy” ocorre em um turbulento momento político nos Estados Unidos. Há dias o país governado pelo presidente Donald Trump tem convivido com protestos antirracistas iniciados após policiais assassinarem George Floyd, sufocando-o mesmo após já tê-lo sob custódia. O vídeo do Pearl Jam tem também uma clara mensagem contra a violência armada e à cultura de armas de fogo norte-americana, que todos os anos domina manchetes por causa de tiroteios em massa.

“Jeremy” faz parte de Ten, álbum de estreia da banda lançado em 1991. A faixa foi o terceiro single do disco e chegou às lojas em 1992.