Ricky Gervais em participação no Graham Norton Show

Créditos da imagem: Reprodução

Oscar

Notícia

Ricky Gervais faz pouco caso de alopecia ao defender Chris Rock após tapa

"Meu cabelo está afinando, então eu sou deficiente", afirmou o comediante, em tom jocoso

Omelete
3 min de leitura
Eduardo Pereira
07.04.2022, às 22H10

O comediante britânico Ricky Gervais fez pouco caso de pessoas que sofrem com alopecia - doença autoimune que causa queda de cabelos e pelos pelo corpo - ao defender o colega de profissão Chris Rock pelo tapa que levou de Will Smith durante o Oscar 2022. Na ocasião, Rock fez uma piada com o corte de cabelo careca de Jada Pinkett Smith, esposa de Smith, que adotou o visual por conta da alopecia.

"Você não bate nas pessoas por causa de uma piada, independente de quão ruim ela seja. E ela não foi ruim! Foi tipo a piada mais contida que alguém poderia contar", afirmou Gervais, durante uma sessão de perguntas e respostas no Twitter (via Uproxx). "Alguém disse que ele estava fazendo piada com a deficiência dela. Bem, meu cabelo está afinando, então eu sou deficiente. Isso significa que eu posso parar meu carro perto do supermercado, agora. E eu sou gordo. Isso é doença, não? Sou gordo e calvo. Eu deveria ganhar benefícios", ironizou.

A fala de Gervais provocou revolta também no Twitter. Uma usuário criticou o humorista, afirmando: "Eu não sei se alopecia é ou não uma deficiência para a pessoa que tem a condição, mas eu sei que Ricky Gervais não é quem tem o direito de decidir". Veja abaixo.

Relembre o caso do tapa

Durante o Oscar 2022, Rock improvisou uma piada sobre o visual de Jada Pinkett Smith, atriz e esposa de Will Smith. Ela convive com a doença autoimune alopecia, que causa queda de cabelo, e optou por raspar os cabelos. O comediante então a chamou de G.I. Jane 2, em uma referência a Até o Limite da Honra, filme de 1997 em que Demi Moore aparece de cabelos raspados. Smith então subiu no palco e deu um tapa na cara do comediante. Ao voltar ao seu lugar, ele gritou “tire o nome da minha esposa da porra da sua boca”.

Na madrugada da segunda (28), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas se pronunciou sobre o tapa dado por Smith em Rock. "A Academia não tolera violência de qualquer forma. [...] Temos o prazer de celebrar nossos vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo", diz o comunicado

De acordo com a Variety, os representantes de Smith conversaram com ele durante o intervalo da premiação. A Academia revelou que pediu que o ator se retirasse da cerimônia, mas ele se recusou.

Em seu discurso ao vencer Melhor Ator, Smith falou sobre Richard Williams, que ele interpreta em King Richard, e disse que ouviu, no intervalo, um conselho de Denzel Washington. Apesar de longo, o discurso do astro não foi interrompido pelos músicos da cerimônia, algo que foge dos padrões do Oscar. Ele ainda pediu desculpas à Academia pelo episódio da agressão.

Na última sexta (1º), o ator pediu para deixar a lista de membros da Academia diante da polêmica.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.