Oscar 2019 | Os melhores momentos da cerimônia

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Lista

Oscar 2019 | Os melhores momentos da cerimônia

Cerimônia ocorreu no último domingo (24)

Mariana Canhisares
25.02.2019
01h27
Atualizada em
25.02.2019
01h44
Atualizada em 25.02.2019 às 01h44

Para a surpresa de muitos, a cerimônia do Oscar 2019 não sentiu a ausência de um apresentador fixo para comandar a noite. Intercalando as performances musicais com textos divertidos dos apresentadores de cada categoria, o prêmio reuniu momentos emocionantes e muito engraçados.

Confira a seguir os melhores momentos da premiação:

Apresentação do Queen

A cerimônia começou em grande estilo com uma performance do Queen. Acompanhados do cantor Adam Lambert, eles deram início ao prêmio ao som de “We Will Rock You” e, obviamente, “We Are the Champions”. Nada como bons hits para dar o clima da noite.

Abertura com Tina Fey, Amy Poehler e Maya Rudolph

O Oscar 2019 não teve apresentador único, mas o trio de comediantes provou de uma vez por todas que seria perfeito para o trabalho. Seja brincando com os indicados - inclusive, dando uma palinha de “Shallow” -, seja tomando posições políticas em tom cômico, Tina Fey, Amy Poehler e Maya Rudolph ganharam nossos corações. 

Os figurinos de Melissa McCarthy e Brian Tyree Henry

Os atores Melissa McCarthy e Brian Tyree Henry foram os responsáveis por apresentar o prêmio de Melhor Figurino e, pelo visual deles, dá para notar que tiveram uma participação nada discreta. Celebrando como as roupas e acessórios são essenciais para dar verossimilhança à história, sem roubar a atenção do espectador, a dupla fez o exato o oposto e acertou em cheio na piada.

Keegan-Michael Key encarnando Mary Poppins

Keegan-Michael Key também foi certeiro para introduzir a performance de "The Place Where Lost Things Go", de O Retorno de Mary Poppins. Como a babá fantástica, o ator desceu do céu para apresentar os músicos.

Pantera Negra garante prêmios da Marvel

Marvel Studios/Divulgação

Marvel Studios levou estatuetas para casa neste domingo (24). Pantera Negra garantiu os primeiros prêmios nas categorias Melhor Figurino e Melhor Design de Produção, que renderam discursos emocionantes das vencedoras Ruth E. Carter e Hannah Beachler sobre diversidade e gratidão. Mais tarde, o filme também levou o prêmio de Melhor Trilha Sonora Original.

Discurso das responsáveis pelo documentário Absorvendo Tabu

Rayka Zehtabchi e Melissa Berton receberam o prêmio Melhor Documentário em Curta-Metragem com muita emoção, mas as duas fizeram um discurso certeiro sobre o tema do filme. Fazendo um trocadilho com a palavra "period", que em inglês significa ponto final e menstruação, uma delas disse: "um ponto [period] deveria encerrar uma frase e não a educação de uma menina".

Performance de “Shallow”

Bradley Cooper e Lady Gaga também subiram ao palco para apresentar a canção original de Nasce Uma Estrela, “Shallow”. Novamente, os dois mostraram uma química incrível e conquistaram o público com o dueto.

Spike Lee vence seu primeiro Oscar

Infiltrado na Klan rendeu a Spike Lee seu primeiro Oscar, na categoria Melhor Roteiro Adaptado. O cineasta recebeu a estatueta das mãos do seu grande amigo Samuel L. Jackson, que minutos antes o havia zoado por causa do resultado do jogo. A reação dos dois é apenas maravilhosa.

Olivia Colman recebendo prêmio

Gente como a gente! Ao subir ao palco para receber o prêmio de Melhor Atriz, Olivia Colman fez o melhor discurso da noite. Não porque ela tinha uma mensagem filosófica para passar adiante, mas porque foi um momento simplesmente genuíno. A atriz mandou beijo para Lady Gaga; declarou seu amor a Glenn Close, com que estava concorrendo ("não era assim que eu queria que as coisas terminassem") e dedicou o prêmio para os filhos, torcendo para que eles estivessem assistindo - porque, segundo ela, isso não vai acontecer de novo. Fofa!