Michael Bay

Créditos da imagem: Reprodução (YouTube)

Oscar

Notícia

Michael Bay diz que há coisas mais importantes do que o tapa no Oscar

Diretor de Bad Boys ainda defende Will Smith dizendo que o ator nunca foi uma pessoa agressiva

Omelete
3 min de leitura
Matheus Fiore
04.04.2022, às 18H00
ATUALIZADA EM 04.04.2022, ÀS 18H24
ATUALIZADA EM 04.04.2022, ÀS 18H24

Michael Bay pode ser um dos mestres das explosões no cinema, mas na vida real, o diretor demonstrou um tom muito mais sereno e analítico ao comentar sobre o caso Will Smith no Oscar 2022. Segundo o diretor, toda a situação foi lamentável, mas superestimada, e ofuscou o debate de assuntos mais urgentes.

"Hollywood tem um potencial de se fechar em si mesma muito grande. Há bebês sendo explodidos na Ucrânia enquanto eu e você conversamos. Deveríamos estar falando sobre isso", disse o diretor, cujo último filme, Ambulância, acabou de chegar aos cinemas.

O cineasta ainda comentou sobre Will Smith, com quem trabalhou na trilogia Bad Boys: "Eu já trabalhei com ele. Ele não é aquele cara. Eu nunca o vi perder sua tranquilidade como aconteceu naquele dia. Eu pensei que era tudo armado porque vi um sorriso. Eu já estive em sets com Will discutindo com pessoas, se exaltando. Ouça: foi um tapa, não um soco. Ele é muito bom de briga. Ele é treinado naquilo. Mas é errado, de qualquer forma.", completou.

Relembre o caso do tapa

Durante o Oscar 2022, Rock improvisou uma piada sobre o visual de Jada Pinkett Smith, atriz e esposa de Will Smith. Ela convive com a doença autoimune alopecia, que causa queda de cabelo, e optou por raspar os cabelos. O comediante então a chamou de "G.I. Jane 2", em uma referência a Até o Limite da Honra, filme de 1997 em que Demi Moore aparece de cabelos raspados. Smith então subiu no palco e deu um tapa na cara do comediante. Ao voltar ao seu lugar, ele gritou “tire o nome da minha esposa da porra da sua boca”.

Na madrugada da segunda (28), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas se pronunciou sobre o tapa dado por Smith em Rock. "A Academia não tolera violência de qualquer forma. [...] Temos o prazer de celebrar nossos vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo", diz o comunicado

De acordo com a Variety, os representantes de Smith conversaram com ele durante o intervalo da premiação. A Academia revelou que pediu que o ator se retirasse da cerimônia, mas ele se recusou.

Em seu discurso ao vencer Melhor Ator, Smith falou sobre Richard Williams, que ele interpreta em King Richard, e disse que ouviu, no intervalo, um conselho de Denzel Washington. Apesar de longo, o discurso do astro não foi interrompido pelos músicos da cerimônia, algo que foge dos padrões do Oscar. Ele ainda pediu desculpas à Academia pelo episódio da agressão.

Na última sexta (1º), o ator pediu para deixar a lista de membros da Academia diante da polêmica.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no Youtube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.