Vídeos

Vídeo

MATRIX: O FILME QUE MUDOU TUDO | Cine 99 Ep1

Equipe Omelete
04.08.2019
20h00
Atualizada em
04.08.2019
17h48
Atualizada em 04.08.2019 às 17h48

Já faz 20 anos que 1999 aconteceu e nunca mais houve um ano tão incrível em lançamentos para o cinema. 1999 é, provavelmente, o melhor ano da história do cinema. Muitos falam de 1939 ou de 1977, mas nenhum outro ano supera 99. Naquele ano saíram filmes como: Clube da Luta, Sexto Sentido, Beleza Americana, Bruxa de Blair, Quero ser John Malkovich, 10 coisas que eu odeio em você, Magnolia e muitos outros clássicos.

Para abrir a nova série do Omelete vamos falar sobre Matrix, um filme revolucionário tanto no sentido filosófico quanto no âmbito tecnológico.   

Quando recebeu o roteiro escrito pelas irmãs Lana e Lilly Wachowski, em 1992, o iniciante agente de talentos Lawrence Mattis sabia que aquele era exatamente o tipo de história que ele procurava. Mattis, que havia estudado filosofia na faculdade, percebeu semelhanças entre os questionamentos da história das irmãs roteiristas e uma linha de pensamento filosófica do século 17.

O agente começou a circular o roteiro em 1995. Naquela época, a internet era discada e dominada por hackers, militares e acadêmicos, mas logo se tornou um fenômeno popular com a banda larga. Era a transição da vivência totalmente offline para um universo online que poderia ser explorado de infinitas formas. Começava ali a criação de uma realidade paralela. Em seu livro Best Movie Year Ever, Brian Raftery diz que “a partir do momento que os usuários começaram a criar endereços de e-mail, eles tiveram a chance de reescrever suas próprias existências e criar uma nova versão completa deles mesmos - uma nova cidade, um novo gênero, um novo endereço… um novo nome!”

O roteiro de Matrix era todo cheio de ação, tiro, perseguição, gente flutuando e andando na parede. Mesmo assim, os estúdios pareciam achar o filme meio inviável. A única empresa que se interessou por Matrix foi a Warner, mas mesmo assim ninguém entendeu nada da história.

A Warner então sugeriu que as irmãs Wachowski dirigissem um outro filme antes de começarem a produção de Matrix, como um teste para saber se elas eram ou não capazes de conduzir a realização de um filme tão complexo. Mesmo depois do sucesso de Ligadas pelo Desejo, lançado em 1996, os executivos da Warner precisavam de mais argumentos para financiar Matrix. As Wachowski então levaram as belas artes conceituais de Geof Darrow para mostrar as imagens do que seriam os dispositivos tecnológicos imaginados para o filme. Foi aí que o pessoal da Warner começou a entender sobre o que se tratava o filme.

A produção total de Matrix foi avaliada em 60 milhões de dólares. Mesmo assim, essa quantia estava bem abaixo do que foi gasto em Batman & Robin de 1997. Os cinemas estavam saturados de sequências e remakes e o público buscava filmes originais. O risco de lançar Matrix começava a valer a pena. Dessa forma, abriu-se a oportunidade para a produção de um dos melhores filmes dos anos 90.

O longa conta a história de Thomas Anderson, um entediado trabalhador de escritório que, nas horas vagas, é um hacker chamado Neo. Um dia Neo conhece Morpheus, que revela a ele que todos vivemos em uma simulação de computador chamada Matrix. E como essa história continua, você confere no vídeo acima!