Filmes

Notícia

Tomorrowland | George Clooney, Damon Lindelof e Brad Bird falam da ficção científica da Disney

Ator brinca que estava banido das convenções nerds por causa de seu Batman

Marcelo Forlani
09.10.2014, às 18H33
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H43
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H43

Tomorrowland é um daqueles filmes rodeados por segredos. Já faz um ano e meio que as filmagens acabaram e apenas esta semana pudemos ver as primeiras fotos e o trailer teaser do filme, que tem direção de Brad Bird (Os Incríveis, Ratatouille, Missão: Impossível 4), roteiro de Damon Lindelof (Lost, Star Trek) e tem no elenco George Clooney e Hugh Laurie.

O painel dedicado ao filme na New York Comic Con 2014 começou com a entrada de Bird e Lindelof, que escreveram juntos o roteiro inspirado na famosa atração homônima presente nos parques da Disney. Veja o primeiro trailer do filme no player abaixo:

tomorrowland

None

Lindelof diz que tudo começou em um almoço dele com o presidente da área de filmes da Disney, em que discutiam como um longa do estúdio deveria ser. "Vendo o sucesso de Piratas do Caribe, falei que se houvesse um filme chamado Tomorrowland que fosse dirigido por Brad Bird, eu iria correndo vê-lo", lembra. "Conheci Damon no fim de Missão: Impossível 4 e daquele momento em diante ele sempre esteve por perto", completa Bird.

A primeira surpresa para o público é receber em uma sacola um broche idêntico ao usado pela atriz Britt Robertson no filme - que estampa também o primeiro pôster. Depois da exibição do teaser, a premissa é explicada rapidamente por Lindelof: "Ao segurar o broche, Casey tem uma visão. Ela vê uma coisa, mas não sabe se é real ou não e vai atrás de alguém que pode ajudá-la. É um filme de descoberta, como foi Contatos Imediatos de Terceiro Grau".

Clooney interpreta Frank, um inventor amargurado, que aos 11 anos tentou levar suas invenções à World's Fair de 1964 em Tomorrowland, mas foi impedido por Nix (Hugh Laurie), que pediu para Frank voltar quando tivesse invenções que realmente funcionassem. A ação começa quando Casey (Britt Robertson), uma jovem com vocação para a ciência, procura Frank para investigar a Tomorrowland de hoje - mistério que envolve realidades paralelas. Athena (Raffey Cassidy) é a garota robô de Tomorrowland que Frank conhece desde a infância e que acompanha a dupla na aventura.

Com Raffey, Britt e Laurie no palco ficamos sabendo um pouco mais sobre os personagens. "Ela é uma boa personagem, que vai ajudar os outros. Mas ela não gosta muito de parar e pensar no sentimento das pessoas", diz, nervosamente, Raffey sobre Athena. Ao ver sua atriz gaguejar na frende de todos, Damon Lindelof sussurra algo que a garota poderia dizer: "Ela é otimista e sabe lutar karatê". O medo de falar mais do que deveriam afetou também a protagonista do filme. Tudo o que Britt diz é: "Casey tem 17 anos, estudante do colegial. Eu sou uma sonhadora e sou recrutada por um cara para explorar Tomorrowland".

Laurie, mais experiente, usa de seu tempo para fazer graça e contar os motivos que o levaram a entrar para o projeto: "Eu sou um bom personagem [fazendo cara de maluco]. Eu me juntei ao projeto por causa destes dois caras [Bird e Lindelof], que me contaram uma história sobre como ver a vida. Estes dois estão criando algo poderoso e diferente, e 'para cima'. E eu não sou do tipo 'para cima', porque sou inglês", brinca o ex-House.

E George Clooney? Ele é um cara muito divertido, brincalhão, que gostava de dançar entre os sets, disseram as meninas. Laurie brinca e diz que não tinha visto isso, mas sim um cara que "bebe muito, grita com as pessoas e certamente mente sobre a sua idade". É a deixa para que o astro principal do filme entre no palco.

"Ninguém me falou que eu ia passar a lua-de-mel na Comic Con", brinca o recém-casado Clooney. "Por causa do meu Batman, eu fui desconvidado de qualquer convenção", continua, em tom de brincadeira. Sobre o filme, Clooney fala apenas que "tudo foi maior do que qualquer coisa que eu havia feito antes. Brad é um cara que sabe exatamente o que ele quer. Mas este teaser mal mostra o meu personagem. Não dá para ver mais?". E foi assim que o auditório principal viu toda a sequência em que o personagem de Clooney é introduzido à trama.

O clipe começa em uma rodovia. Casey pula uma cerca e é vigiada por câmeras por todos os lados. Quando finalmente chega a uma casa com cara de abandonada, bate na porta e ouve um sonoro: "Saia daqui". Responde: "Você é Frank Walker? Eu quero que me leve até lá, o lugar onde eu fui ao tocar nisso [o broche]". A negativa vem em forma de uma "explosão sônica", que joga a menina longe. Frank anda até ela e diz: "Você não deve fazer nada. Você foi criada para acreditar que faz parte de algo incrível, mas não é".

Corta em mesmo com muita chuva, a menina continua lá. Começa, então, o plano para invadir a casa. Sem entrar em detalhes, vale dizer apenas que Frank pega um aparelho que parece um extintor, mas acaba congelando tudo ao seu redor enquanto a menina invade sua casa e encontra um quarto cheio de telas com cenas de pancadaria e destruição de todos os lugares. O que vemos em seguida, com a entrada de Frank por uma passagem secreta e o pedido da menina por respostas, é um grupo de militares chegando para tentar prender Frank, que está muito bem protegido em sua casa. A invasão mostra o poder do inimigo, mas também a inventividade de Frank para criar armadilhas e se proteger. Depois de muita correria dentro da casa e algumas porradas, Frank e Casey fogem de forma inusitada e chega ao fim a apresentação do filme.

Os vislumbres deste lugar chamado Tomorrowland são apenas uma parte deste novo universo que Bird e Lindelof parecem ter criado. Aguarde uma entrevista exclusiva com os dois e mais notícias diretamente da New York Comic Con.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.