The Bold Type | O que fez a série virar uma das queridinhas na Netflix?

Créditos da imagem: Freeform/Reprodução

Netflix

Artigo

The Bold Type | O que fez a série virar uma das queridinhas na Netflix?

Com o final da produção decretado, já estamos com saudades de Jane, Kat e Sutton

Camila Falcão
12.07.2021
11h54

Lançada em 2017, nos Estados Unidos, The Bold Type chegou ao Brasil este ano através da Netflix. Desde então, a série se tornou uma das queridinhas dos usuários da plataforma, ficando durante algumas semanas no Top 10 de conteúdos mais assistidos por aqui.

A trama acompanha Jane Sloan (Katie Stevens), Kat Edison (Aisha Dee) e Sutton Brady (Meghann Fahy), três amigas que moram em Nova York e trabalham na renomada revista Scarlet. Pode parecer familiar, mas muito mais do que uma mistura de O Diabo Veste Prada e Como Perder um Homem em 10 Dias, The Bold Type é baseada na vida e carreira de Joanna Coles, ex-editora-chefe da revista americana Cosmopolitan

Após essa breve descrição, já dá para imaginar um dos motivos por trás do sucesso da série. Mas por que The Bold Type bombou tanto?

A primeira razão por trás desse sucesso é o enredo leve e satisfatório que se encarrega de levar a história sempre para o lugar certo, fazendo com que o resultado da maior parte dos conflitos seja positivo a cada fim de episódio. Quem não gosta de um final feliz, não é mesmo? Principalmente agora, com a pandemia, é difícil consumir conteúdos maçantes, e muitas pessoas estão buscando essa fuga através de filmes e séries. The Bold Type é justamente o respiro que precisávamos. Porém, mesmo com essa característica, a produção traz a realidade com assuntos pertinentes e necessários que passam uma sensação de pertencimento, nem que seja de forma utópica. 

Freeform/Reprodução

Através da vida das protagonistas, alguns dilemas comuns do dia-a-dia como mudança de carreira, desemprego, saúde e relacionamentos são inseridos no decorrer da trama. Isso permite que o espectador se aproxime não só da história como também dos personagens, que muitas vezes lidam com essas situações de forma humana, sem aquela glamourização de sempre acertarem em tudo. Saiba que em algum momento das quatro temporadas, você vai se sentir representado de alguma forma.

Além do cotidiano, The Bold Type fala sobre assuntos sociais importantes como sexualidade feminina, orientação sexual, machismo, racismo, sororidade, xenofobia, entre outros. Alerta para spoilers leves a partir deste parágrafo!

Kat, por exemplo, se descobre bissexual no início da série ao conhecer Adena (Nikohl Boosheri), uma fotógrafa muçulmana que sofre xenofobia diariamente na cidade de Nova York. No caso de Jane, sua sexualidade não foi explorada a fundo e por isso ela nunca havia tido um orgasmo. Já Sutton, sofre com o machismo no ambiente de trabalho por conta de seu jeito mais extrovertido e facilidade em lidar com os homens. Em cada aspecto da personalidade e da vida das personagens está inserida uma temática diferente que é tratada de forma leve e descontraída. Durante os episódios, conforme elas aprendem com cada obstáculo, as lições também são transmitidas para quem assiste. A própria amizade das três é um grande exemplo de sororidade e de uma relação admirável entre mulheres. 

Se engana quem pensa que The Bold Type é uma série voltada somente para o público feminino. Mesmo com assuntos que em sua maioria atingem as mulheres, conflitos envolvendo os homens também são abordados e retratados de forma clara e importante. É o caso de Alex (Matt Ward), que na terceira temporada descobre que é inspiração de um texto sobre masculinidade tóxica e precisa rever seus conceitos ao se relacionar sexualmente com suas parceiras. 

Recentemente, o último episódio da quinta temporada foi lançado nos Estados Unidos e com isso o final de The Bold Type foi decretado. Apesar do encerramento, os fãs brasileiros ainda podem desfrutar da série por período indeterminado e esperar por novas histórias de Kat, Jane e Sutton. A última parte ainda não tem data de estreia definida no Brasil e, por enquanto, somente quatro temporadas estão disponíveis na Netflix. Mas como uma boa série-conforto, The Bold Type é perfeita para ver e rever sem moderação, já que conta com assuntos atemporais. A série tem ganhado cada vez mais corações e com certeza vai deixar saudade. 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.