Stranger Things

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Séries e TV

Lista

Stranger Things | O que esperar da 3ª temporada

Série retorna nesta quinta a Netflix

Oferecimento
Arthur Eloi
30.06.2019
16h23
Atualizada em
04.07.2019
17h43
Atualizada em 04.07.2019 às 17h43

Após um ano de hiato, Stranger Things está perto de retornar a Netflix com a estreia da terceira temporada. Já faz três anos que a série pegou todos de surpresa, mas hoje é considerada uma queridinha da plataforma ao mostrar que não perdeu o fôlego em seu segundo ano. Mas como dar continuação a um final bastante conclusivo e, ainda mais desafiador, sem repetir a mesma fórmula dos anos anteriores? Assistimos quatro dos oito episódios inéditos, e já dá para sentir um gostinho de como tudo isso será alcançado.

Um pouco mais tranquilo...

Netflix/Divulgação

O segundo ano mergulhou fundo na atmosfera sombria, inspirado por inúmeros filmes de terror, mas aqui as coisas são um pouco diferentes: pelos primeiros episódios o foco deixa de ser o lado sobrenatural, e sim as relações entre os personagens. Assim como os atores, irreconhecíveis quando comparados com a temporada de estreia, os protagonistas estão crescendo, e isso cria bastante conflitos entre eles.

Tanto Mike (Finn Wolfhard) quando Lucas (Caleb McLaughlin) já começam a ter uma mentalidade mais adolescente, o que cria uma ruptura com Dustin (Gaten Matarazzo) e, principalmente, Will (Noah Schnapp), que teve muito de sua infância atrapalhada pelos vários ataques que sofreu de criaturas do Mundo Invertido - uma forma de reconhecer o trauma do garoto sem bater na mesma tecla dos anos anteriores. 

Enquanto a temática de “juventude perdida” dá um subtexto dramático, o tom é mais alegre, para combinar com a nova fase da vida das crianças e também com a ambientação de verão. Por alguns momentos, é possível ver como seria o cotidiano normal do grupo - mas não se chamaria Stranger Things sem que algo ruim estivesse para acontecer.

… mas sem abandonar o lado sombrio

Netflix/Divulgação

Os monstros do Mundo Invertido não se importam com a adolescência dos protagonistas, mas também sofrem com as consequências de terem sido derrotados duas vezes por Eleven (Millie Bobby Brown). Portanto a ameaça é muito mais sutil durante o começo da série, com o Devorador de Mentes - visto na última cena do ano dois - tramando uma forma perversa de dominar a cidade de Hawkins. O início da temporada alterna brutalmente entre esses dois lados, criando um bom contraste entre o calor diurno do verão, cheio de romances e amizades, e a escuridão da noite onde as criaturas agem nas sombras.

Trama conectada

Netflix/Divulgação

Enquanto é melhor não entrar nos detalhes para evitar spoilers, o plano do monstro serve como fio-condutor da temporada e liga todos os arcos paralelos em um: o grupo principal tem de lidar com seu drama interno e unir-se novamente para enfrentar o Devorador de Mentes; Nancy (Natalia Dyer) e Jonathan (Charlie Heaton), trabalhando paralelamente para o jornal da cidade, investigam um caso de ratos raivosos que pode ter conexão com o sobrenatural; e Joyce (Winona Ryder) e Hopper (David Harbour) passam a questionar o possível retorno do laboratório que criou Eleven, seguindo uma trama conspiratória que envolve diretamente o prefeito da cidade, Larry Kline (Carry Elwes, de A Princesa Prometida).

A terceira temporada de Stranger Things chega ao catálogo da Netflix em 4 de julho.