O Irlandês | Primeiras impressões afirmam que Scorsese fez uma obra-prima

Créditos da imagem: Robert De Niro em O Irlandês/Netflix/Divulgação

Netflix

Lista

O Irlandês | Primeiras impressões afirmam que Scorsese fez uma obra-prima

Críticos comentam nova obra da Netflix que tem De Niro, Pesci e Pacino no elenco

Itaici Brunetti
27.09.2019
17h48
Atualizada em
27.09.2019
18h18
Atualizada em 27.09.2019 às 18h18

O Irlandês, aguardado filme de Martin Scorsese que une Robert De Niro, Joe Pesci e Al Pacino, foi exibido para alguns críticos e as primeiras reações estão surgindo na internet, alegando que o cineasta criou uma obra-prima e reconquistou o título de mestre do cinema gangster. O longa conta a história real de um veterano de guerra (De Niro) que trabalha para a máfia é e acusado de assassinar o ex-presidente da associação (Pacino). Confira o que estão dizendo.

A produção terá uma estreia intimista dia 1 de novembro nos cinemas americanos, para poder concorrer ao Oscar 2020, e chega à Netflix em 27 do mesmo mês.

Jordan Hoffman – New York Daily News

"O IRLANDÊS não é como OS BONS COMPANHEIROS/CASSINO parte 3. Ritmo diferente e tom diferente. É, no entanto, absolutamente fantástico e estou chocado. Todos saúdam o Rei”.

Chris Evangelista – Empire Magazine

"O IRLANDÊS é uma obra-prima. Engraçado, épico e acima de tudo, melancólico. É Scorsese confrontando o envelhecimento, legado e mortalidade. Eu posso ou não posso ter chorado no final..."

Jason Gorber – That Shelf

"O IRLANDÊS – Audacioso, épico, um filme que parece durar uma vida inteira, mas que passa rápido. Tecnicamente ousado, performances cruas e humor sombrio. É a culminação da fascinação de Scorsese pelo gênero e um triunfo no final da carreira. Cinema verdadeiro, pedindo para ser visto grande."

Jordan Ruimy – World of Reel

"O IRLANDÊS: Pense em OS BONS COMPANHEIROS, mas dirigido pelo homem que nos deu SILÊNCIO. A culminação, meditação e tributo à toda colaboração de Scorsese/De Niro/Pesci. E ainda, Al Pacino supera todos eles com uma engraçada, triste e assustadora performance de Jimmy Hoffa".

Charles Bramesco – The Guardian

"O IRLANDÊS: Pacino morde sua mandíbula e engole tudo como uma píton se engasgando com uma carcaça de gazela, uma merda ao modo Rei surtado"

Kevin L. Lee – Rotten Tomatoes

"Cara. O Irlandês é o retorno de De Niro, Pacino, Pesci e Scorsese ao cinema gangster. Hilário e bem escrito. Um retrato da mortalidade e do legado, contando como a culminação de tudo o que já vimos nesse gênero. É LONGO, mas nunca cansativo”.