Cena de Big Mouth/Netflix/Divulgação

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Netflix

Notícia

Big Mouth | Criador se desculpa por explicação ofensiva sobre pansexualidade

Comunidade LGBTQ+ sentiu que definição da série propaga estereótipos

Nicolaos Garófalo
08.10.2019
23h18
Atualizada em
09.10.2019
13h49
Atualizada em 09.10.2019 às 13h49

Conhecida por retratar de maneira cômica, porém fiel, as desventuras da adolescência, a animação Big Mouth se tornou alvo de polêmica ao introduzir, de maneira estereotipada, a personagem Ali (Ali Wong), que se identifica como pansexual. Apesar da representatividade ser bem-vinda, a cena em que a garota explica a orientação sexual tornou-se problemática por sua explicação simplista e por reforçar preconceitos.

Durante o trecho – assista abaixo – Ali define bissexuais como “binários demais” e afirma que pansexuais sentem atração por “garotos, garotas e tudo que estiver no meio”, antes de falar sobre transexuais usando alimentos.

De acordo com a página GLAAD (que deixa claro que sua definição não tem o intuito de ser universal), é bissexual o indivíduo que “se atrai por pessoas de mais de um gênero, pessoas do mesmo gênero ou não, ou que se identifiquem como bissexuais”. Já pansexuais seriam aqueles que “sentem atração por todos os gêneros ou independente de gênero”.

Entre as reclamações feitas contra a série, estava o argumento de que a cena reforçava o estereótipo de que haveria um atrito entre pessoas que se identificam como bissexuais e o restante da comunidade LGBTQ+, assim como a generalização incorreta de bis e pansexuais.

Por conta da polêmica, Andrew Goldberg, um dos criadores de Big Mouth, se pronunciou no Twitter, pedindo desculpas pela explicação ofensiva oferecida pela série – confira abaixo:

Nós erramos feio com a definição de bissexualidade v pansexualidade e eu e meus colegas sinceramente pedimos desculpas a quem se sentiu mal representado. Toda vez que tentamos definir algo tão complexo quanto a sexualidade humana é algo desafiador e nós deveríamos ter nos esforçado mais. Obrigado às comunidades pan, trans e bi por abrir ainda mais nossos olhos para um assunto tão importante quanto representatividade. Estamos escutando e esperamos resolver isso em temporadas futuras

As três primeiras temporadas de Big Mouth já estão disponíveis na Netflix, assim como o especial O Amor é um Terror.