Foto de 13 Reasons Why

Créditos da imagem: 13 Reasons Why/Netflix/Divulgação

Séries e TV

Notícia

13 Reasons Why | Estudo aponta que número de suicídios aumentou após estreia

Índice nos EUA teve um pico em abril de 2017

Camila Sousa
03.05.2019
12h17

Um estudo publicado no Journal of the American Academy of Child & Adolescent Psychiatry indica que o número de suicídios entre jovens aumentou nos EUA logo após a estreia de 13 Reasons Why.

A primeira temporada da série foi lançada em 31 de março de 2017 e o mês de abril do mesmo ano teve o maior número de suicídios na faixa etária dos 10 aos 17 anos, registrados nos cinco anos em que a pesquisa é realizada. O estudo também aponta que os meninos lideraram os casos e as taxas entre as garotas ficaram estáveis.

Com o passar dos meses, os números diminuíram, mas ainda assim ficaram acima da média para o esperado no período. Em um comunicado divulgado na última terça-feira (via CNN), a Netflix afirmou que “Esse é um tópico criticamente importante e temos trabalhado duro para garantir que lidamos com essa questão sensível com responsabilidade”.

Na época de lançamento da primeira temporada, muitos especialistas apontaram que 13 Reasons Why poderia servir como gatilho para pessoas que já tinham pensamentos suicidas, principalmente por ter uma cena forte e muito gráfica.

O seriado ganhou uma segunda temporada em 2018 e a terceira deve ser lançada em 2019. Os dois primeiros anos estão disponíveis na Netflix.