Música

Lista

Stranger Things | 10 escolhas perfeitas na trilha sonora da segunda temporada

Confira as músicas que mais marcaram o segundo ano; cuidado com os spoilers!

Julia Sabbaga
06.11.2017
17h05

Sobre a trilha sonora original de Stranger Things, composições de Kyle Dixon e Michael Stein, a gente já falou. Mas a série também brilha na seleção das músicas que embalam a jornada de seus heróis. Na maioria das vezes, o seriado traz canções que os próprios personagens estão ouvindo, e as escolhas são sempre certeiras. 

"Rock You Like a Hurricane", Scorpions

No primeiro episódio, somos introduzidos ao intenso novo vilão, Billy Hargrove. O personagem traz uma grande adição à trilha sonora, que, por causa dele, passou a contar com hard rock e metal dos anos 80. Logo na sua entrada, Billy chega com a marcante “Rock You Like A Hurricane” do Scorpions, faixa do álbum Love At First Sting de 1984. 

"Islands in the Stream", Kenny Rogers & Dolly Parton

Logo após Mike e Jonathan fazerem graça de Kenny Rogers, o “tiozão” Bob se declara fã do cantor brega. No episódio de Halloween, Bob e Joyce dançam o hit de Rogers com Dolly Parton, “Islands in the Stream”, lançado no álbum Eyes That See in the Dark de 1983. O sucesso marcou o segundo #1 nas paradas de ambos os vocalistas. 

Veja alguns destaques da trilha na segunda temporada de Stranger Things:

"You Don't Mess Around With Jim", Jim Croce

Na famosa cena da dancinha de Jim Hopper (que já virou meme), a escolha do xerife para tocar enquanto ele e Eleven arrumam a casa é “You Don’t Mess Around With Jim”, de Jim Croce. Hopper se mostra mais old school que os outros personagens, já que a música escolhida é de 1972. Em seu lançamento, o single passou 11 semanas na Hot 100 da Billboard. 

"Runaway", Bon Jovi

No controverso episódio 7, que foca exclusivamente em Eleven, a garota foge da casa de Hopper para procurar sua irmã. A sua escapada traz “Runaway”, do Bon Jovi, a primeira música do primeiro álbum da banda, lançado em 1984. Nada mais propício para a cena do que colocar uma música que diz: “Ela é uma pequena fugitiva”. 

"This Is Radio Clash", The Clash

Quando Jonathan e Nancy saem na missão para derrubar o laboratório Hawkins, a jornada começa com “This Is Radio Clash”. A escolha traz o The Clash novamente ao Stranger Things, depois de ter recebido bastante atenção na primeira temporada, com “Should I Stay Or Should  I Go?”, música favorita dos Byers. Apesar de não estar em nenhum álbum de estúdio do The Clash, “This Is Radio Clash” foi lançado como single em vinil e fita cassete em 1981. Mais tarde, o hit foi incluído em compilações da banda. 

"Hammer to Fall", Queen

Uma das parcerias mais elogiadas da segunda temporada de Stranger Things é a amizade improvável de Dustin e Steve, que se unem contra o demagorgon de estimação, Dart. Quando os dois estão no carro indo para “batalha”, eles ouvem “Hammer To Fall” do Queen. A faixa, escrita por Brian May, faz parte do décimo primeiro álbum do Queen, The Works, e sua letra é frequentemente relacionada a guerra fria. 

"Dead End Justice", The Runaways

No mesmo episódio, quando a gangue faz o makeover em Eleven e ela se torna uma rebelde bem visualmente caracterizada, a escolha é “Dead End Justice”, do The Runaways. Lançada em 1976, no álbum de estreia da banda de Joan Jett e Cherie Currie, a música foi composta pelas duas (quando não tinham nem 19 anos) com o gerente Scott Anderson e o empresário Kim Fowley. A escolha combina muito bem com o grupo de pré-adolescentes revoltados. 

"The Four Horsemen", Metallica

No episódio oito, vemos o interior do quarto de Billy, onde há um pôster do álbum de estreia do Metallica, Kill 'Em All (1983). Na cena, o personagem escuta “The Four Horsemen”, faixa do mesmo álbum. A pesada música foi uma composição do guitarrista Dave Mustaine, na qual o vocalista e guitarrista James Hetfield trabalhou em cima. Quando saiu do Metallica e formou o Megadeth, Mustaine incluiu a sua própria versão, "Mechanix", bem mais rápida, no álbum de estreia Killing Is My Business... And Business Is Good!

"Every Breath You Take", The Police

O bailinho cheio de casais do fim da temporada traz o clássico “Every Breath You Take”, do The Police, hit de 1983. A escolha é intrigante para embalar o reencontro de Mike e Eleven já que a música fala de um relacionamento obsessivo, segundo o próprio compositor Sting. Em entrevista à BBC ele explicou:  “A letra é muito sinistra e feia e as pessoas interpretam errado como uma música fofa de amor”. Será que a série estava pensando nos poderes sobrenaturais de Eleven, e a sua capacidade de enxergar tudo? A resposta fica para a próxima temporada. 

"I Do Believe (I Fell In Love)", Donna Summer

Criando a deixa para o par romântico mais inesperado de Stranger Things, o encontro de Billy e Karen Wheeler é um dos momentos mais legais da segunda temporada. A química evidente entre os dois é embalada por “I Do Believe (I Fell In Love)”, da Donna Summer. A faixa é o lado B do single She Works Hard for the Money, de 1983.