Emily Ratajkowski acusa Robin Thicke de assédio no set de "Blurred Lines"

Créditos da imagem: Emily Ratajkowski e Robin Thicke no clipe de "Blurred Lines" (Reprodução/YouTube)

Música

Notícia

Emily Ratajkowski acusa Robin Thicke de assédio no set de "Blurred Lines"

Modelo diz que cantor estava bêbado nas filmagens e apalpou seus seios sem permissão

Caio Coletti
04.10.2021
08h45

A modelo e atriz Emily Ratajkowski acusou o cantor Robin Thicke de assédio sexual nas filmagens do vídeo de "Blurred Lines", hit de 2013. A acusação é descrita no livro biográfico de Ratajkowski, My Body, que teve trechos reproduzidos pela Rolling Stone.

Ratajkowski escreve que aceitou posar nua para a versão sem censura do vídeo porque confiava na diretora Diana Martel, mas se lembra do momento em que Thicke chegou ao set bêbado para gravas as cenas em que os dois aparecem juntos.

"De repente, do nada, eu senti a pele gelada das mãos de alguém envolvendo meus seios nus. Eu instintivamente me afastei, olhei para trás, e vi que era Robin Thicke. Ele deu um sorriso debochado e alguns passos para trás, os olhos escondidos pelos óculos escuros. Minha cabeça se virou para o outro lado quando ouvi a voz de Diane gritando: 'Você está bem?'", relata a modelo.

Ratajkowski ainda comenta que passou muito tempo evitando pensar naquele momento, e por isso não tinha feito as acusações publicamente. Ela também queria "proteger a reputação" de Martel, que criou um ambiente seguro para as modelos no set.

A diretora, inclusive, corroborou as acusações de Ratajkowski em entrevista ao The Sunday Times. "Eu me lembro do momento em que ele fez isso, pegou um seio dela em cada mão. Eu gritei com o meu sotaque do Brooklyn: 'Que m**** você está fazendo? Acabou por hoje, chega!'. Robin se desculpou depois", relatou ela.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.