Axl Rose em show do Guns N' Roses (HELLE ARENSBAK / RITZAU SCANPIX / AFP)

Créditos da imagem: HELLE ARENSBAK / RITZAU SCANPIX / AFP)

Música

Notícia

Axl Rose, do Guns N' Roses, é acusado de estupro em processo

Modelo Sheila Kennedy diz que foi assediada pelo músico em uma festa em Nova York, em 1989

Omelete
3 min de leitura
22.11.2023, às 14H11
ATUALIZADA EM 10.01.2024, ÀS 15H15
ATUALIZADA EM 10.01.2024, ÀS 15H15

AVISO DE GATILHO: O texto a seguir contém descrição de abuso sexual

Axl Rose, vocalista do Guns N' Roses, foi acusado pela modelo Sheila Kennedy de estuprá-la em uma festa em Nova York, em 1989. A informação sobre o processo foi repercutida pela Rolling Stone.

Nos documentos legais, Kennedy relata que conheceu Rose em uma boate, onde ele a convidou (junto a duas outras modelos, que ainda não comentaram sobre o caso) para continuar a festa em seu quarto de hotel.

Foi lá que Rose encurralou Kennedy quando ela estava saindo do banheiro, segundo ela, "violentamente empurrando-a contra a parede e beijando-a". De acordo com o relato, a modelo continuou na festa porque "achava Rose atraente e não estava inteiramente oposta à ideia de dormir com ele".

Pouco depois disso, no entanto, o cantor começou a fazer sexo com outra das modelos, o que deixou Kennedy e a terceira garota presente desconfortáveis. Em seu relato, Kennedy especifica que ele "estava sendo agressivo de uma forma desagradável, e encorajando-nos a participar do ato, embora tenhamos demonstrado nossa oposição".

Dada a situação, Kennedy e a terceira modelo se encaminharam para sua própria suíte, mas logo depois ouviram Rose gritando e quebrando copos e garrafas. Segundo o relato, o vocalista do Guns N' Roses entrou no quarto de Kennedy e a "puxou pelos cabelos", arrastando-a pelo chão, até seu próprio quarto.

Foi lá que Rose teria jogado Kennedy na cama e amarrado suas mãos por trás do corpo usando meia-calça. A modelo alega que, naquele momento, o cantor a estuprou, penetrando o seu ânus à força.

"Ele a tratou como propriedade, e a usou apenas para o seu prazer sexual. Ele não usou camisinha. Kennedy não consentiu a este ato, e se sentiu desamparada. Ela sentiu que não tinha escapatória, que estava sendo obrigada a concordar com o que estava acontecendo. Ela acreditava que Rose a atacaria fisicamente, ou faria coisa pior, caso ela tentasse lutar. Ela entendeu que a coisa mais rápida a se fazer era deitar na cama e esperar que Rose terminasse o que estava fazendo", diz o relato.

Kennedy ainda alega que sofreu sintomas de estresse pós-traumático após o incidente, além de ter lutado contra a ansiedade e a depressão pelos anos que se seguiram, o que comprometeu o seguimento de sua carreira.

Como o texto do processo indica, se referindo ao "histórico de abuso" de Rose, esta não é a primeira acusação contra o vocalista do Guns N' Roses. Duas de suas ex-namoradas, Erin SeverlyStephanie Seymour, o acusaram de agressão e comportamento abusivo em uma matéria da People de 1994.

*************

Faça parte da nossa comunidade: Temos bastidores no Canal do WhatsApp, entre no debate no Telegram e acompanhe a gente também no YouTube (youtube.com/omeleteve)

Ingressos à venda para a CCXP23, o maior festival de cultura pop do mundo. Compre agora!

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.