Música

Lista

As versões brasileiras mais marcantes de músicas estrangeiras

Titãs, Rappa, Nissim Ourfali e mais

Julia Sabbaga
13.03.2018
16h51
Atualizada em
15.03.2018
03h00
Atualizada em 15.03.2018 às 03h00

Existe muita música famosa por ser cover, e isso até impulsiona seu sucesso; “Bate Bate Bate na Porta do Céu”, do Zé Ramalho, é um dos grandes exemplos. Existem também diversas versões brasileiras que marcaram época pelo sucesso inesperado que receberam, como "Eu Sou Stefhany", o histórico cover de "A Thousand Miles", da Vanessa Carlton, sem mencionar, é claro, o histórico Nissim Ourfali.

Abaixo, nós reunimos alguns dos covers de músicas internacionais que, por vários motivos, estão eternizadas na nossa cultura:

“Era Um Garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones”

YouTube-Reprodução

O hit brasileiro gravado por Os Incríveis em 67 e depois pelo Engenheiros do Hawaii em 1990, foi lançado em português pela primeira vez no álbum Para os Jovens Que Amam os Beatles, os Rolling Stones e... Os Incríveis. A original é do cantor pop italiano Gianni Morandi, “C'era un ragazzo che come me amava i Beatles e i Rolling Stones”, lançado em 66. Ouça aqui a original e aqui a versão com Engenheiros do Hawaii.

“Hey Joe Rappa”

YouTube-Reprodução

A canção original de Billy Roberts e popularizada com The Jimi Hendrix Experience, em uma versão lançada em 66, foi adaptada ao português pelo Rappa e lançada em seu segundo álbum, Rappa Mundi. Embora existam várias teorias sobre a letra original da música, a versão do Rappa ganhou uma temática distintamente brasileira, e participação de Marcelo D2Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.

“Eu sou Stefhany”

YouTube-Reprodução

Em 2009, o YouTube ganhou um presente dos céus: uma versão de "A Thousand Miles", música de 2001 de Vanessa Carlton, feita por Stephany Sousa, e intitulada “Eu Sou Stephany”. Com um clipe inesquecível, Stephany estourou com seu Cross Fox e o que hoje seria lançado como um hino de auto-afirmação. O trecho “Eu sou linda, absoluta, eu sou Stefhany. No meu CrossFox, eu vou sair, vou dançar, me divertir. Não vou ficar mais te esperando, pois agora eu sou demais” ainda não saiu da cabeça de muitos. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.

“Astronauta de Mármore”

YouTube-Reprodução

Em 1989, a banda de Porto Alegre, Nenhum de Nós, lançou a música "Astronauta de Mármore", uma versão bem esquisita para “Starman” de David Bowie, do álbum The Rise and Fall of Ziggy Stardust and The Spiders From Mars. A faixa foi fortemente criticada na imprensa, mas o álbum recebeu o disco de ouro em grande parte pela música, que foi uma das faixas mais tocadas no Brasil em 1989. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.

“Imortal”

YouTube-Reprodução

Em sua carreira, a dupla Sandy & Junior gravou diversos covers de músicas estrangeiras. Um de seus maiores sucessos foi “Imortal”, lançada no álbum de 99, As Quatro Estações. A música é uma versão de “Imortality”, hit da Celine Dion, com composição e vocal especial do Bee Gees, lançada em 98 no álbum Let's Talk About Love. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira. 

“Bate Bate Bate na Porta do Céu”

YouTube-Reprodução

Zé Ramalho gravou um cover fiel de "Knockin' on Heaven's Door", do Bob Dylan, e lançou a faixa no seu álbum de 97, Antologia Acústica. A versão é uma tradução quase que literal da letra de Dylan, lançada em 73. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.

"O Passageiro"

youtube/reprodução

O Capital Inicial fez um cover de “The Passenger”, do Iggy Pop, lançado em seu segundo álbum, de 77, Lust for Life. A faixa ganhou uma versão brasileira intitulada “O Passageiro”, presente no disco Eletricidade. A faixa ainda ganhou um clipe e voltou às rádios no álbum Acústico MTV, lançado em 2000. Ouça aqui a original  e aqui versão brasileira.

"Eu vou de Taxi"

YouTube-Reprodução

O primeiro hit da Angélica, “Vou de Taxi”, lançado em 1988, se tornou sua faixa mais característica e uma das músicas mais ouvidas no Brasil em seu ano de lançamento. A faixa é um cover da cantora francesa Vanessa Paradis, da música “Joe le Taxi”, lançada em 1987. A sonoridade das duas faixas é bem semelhante. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.

“Marvin”

youtube-reprodução

Outro hit brasileiro que, na realidade, é americano, é “Marvin”, faixa do Titãs, lançada em seu álbum de estreia auto-intitulado, de 1984. A versão original foi escrita por General Johnson e Ron Dunbar, e gravada em sua versão mais famosa por Clarence Carter em 1970. Intitulada “Patches”, a música ganhou Grammy por melhor R&B em 1971. Ouça aqui a original  e aqui versão brasileira.

"Bar Mitzvah"

YouTube/reprodução

Em 2012 o mundo pirou com outra versão underground que viralizou; o jovem Nissim Ourfali bombou com uma versão de "What Makes You Beautiful", do One Direction. “Bar Mitzvah” fala sobre a rotina do garoto, seus gostos e sua família, e virou meme instantâneo. Ouça aqui a original e aqui versão brasileira.