Filmes

Notícia

Mulher-Maravilha é banido no Líbano por conta da nacionalidade de Gal Gadot

Atriz nasceu no Israel, que está em guerra contra o país

Fábio de Souza Gomes
31.05.2017
12h33
Atualizada em
29.06.2018
02h42
Atualizada em 29.06.2018 às 02h42

Um grupo quer banir Mulher-Maravilha dos cinemas do Líbano por conta da nacionalidade da protagonista Gal Gadot, que nasceu em Israel (Via Vanity Fair). 

Um grupo intitulado "Campanha para Boicotar Apoiadores de Israel-Líbano" citou a associação de Gadot com o exército israelense, que é obrigatório por dois anos, como a razão principal para banir o longa do país.

[Atualizado] A Variety confirma que Mulher-Maravilha foi oficialmente banido no Líbano, apenas duas horas antes do longa chegar às telas do país. [Atualizado]

O Líbano está oficialmente em guerra com Israel e conta com mais de uma década de leis que boicotam produtos e proíbem cidadãos libaneses de viajar para Israel ou ter contato com pessoas do outro país.

Em uma série de posts de Facebook, a campanha usa frases da atriz em uma entrevista em 2015 para revista Fashion, quando disse: “O exército não era tão difícil para ela. Os militares me deram um treino para Hollywood”.

Eles ainda condenam o apoio da atriz ao exército de Israel na controversa invasão a Gaza, onde ela escreveu em seu Facebook. “Mando meu amor e orações para os cidadãos de Israel, especialmente para todos os meninos e meninas que estão arriscando sua vida protegendo meu país contra os terríveis atos do Hamas, que estão se escondendo como covardes atrás de mulheres e crianças... Vamos superar!!! Shabbat Shalom!”.

O mesmo grupo tentou proibir Batman Vs Superman: A Origem da Justiça justamente por conta de Gadot. 

Mulher-Maravilha tem estreia marcada para 1º de junho, com Gal Gadot e Chris Pine no elenco. A personagem também estará em Liga da Justiça, que estreia em novembro. Nós visitamos o set e contamos 25 segredos - leia aqui.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.