Filmes

Notícia

Metal Gear Solid | Diretor escreveu Bíblia sobre jogo para convencer estúdio a fazer adaptação

Jordan Vogt-Roberts falou sobre os bastidores durante a San Diego Comic-Con

Mariana Canhisares
25.07.2017
11h33
Atualizada em
29.06.2018
02h42
Atualizada em 29.06.2018 às 02h42

O diretor Jordan Vogt-Roberts demorou meses para conseguir convencer a Sony a adaptar o video game Metal Gear Solid. Em entrevista ao IGN na San Diego Comic-Con, ele contou que foi preciso escrever um livro, uma espécie de Bíblia do jogo, para que o estúdio desse a ele essa chance.

"Tinha um livro sobre Metal Gear em cima da mesa do executivo e eu falei 'quero fazer isso' e ele disse 'você não pode'. Eu respondi 'posso te garantir que não existe outra pessoa nessa cidade que sabe mais da franquia'. Elaborei uma Bíblia, um livro gigante que demorei três meses escrevendo. Nele, abordei o que era Metal Gear, os problemas de adaptações de video games, como traduzir a experiência ativa de jogar um jogo na experiência passiva de assistir a um filme e entreguei a ele. Falei 'não me importo que você use essas ideias, a única coisa que quero é um grande filme do Metal Gear'. Por sorte, eles toparam."

Lançado originalmente em 1998 para PlayStation, a trama do game segue Solid Snake, um soldado que se infiltra em uma fábrica de armas nucleares para eliminar uma ameaça terrorista. O jogo já gerou diversas sequências, prelúdios e spin-offs, que vão de games a vídeos, quadrinhos e livros.

Não há data prevista para o lançamento do filme.

Confira como foi a cobertura do Omelete na San Diego International Comic-Con pelo siteFacebookTwitterYouTube e Instagram.

Leia mais sobre San Diego Comic-Con