Charlie Brown Jr.

Créditos da imagem: Reprodução

Música

Lista

10 músicas do Charlie Brown Jr. que marcaram uma geração

Vocalista faria aniversário neste 9 de abril

Julia Sabbaga
09.04.2020
10h39

9 de abril marca o aniversário de Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Chorão, que completaria 50 anos em 2020. O músico morreu em março de 2013, vítima de uma overdose, deixando para trás uma história de sucesso na cultura brasilleira.

A música criada por Chorão e o Charlie Brown Jr., que dominou a juventude dos anos 90, deixou um legado que influenciou inúmeros atos na música nacional, que até hoje não superou o vácuo deixado pelo vocalista. A mistura de rock, rap, reggae e punk na sonoridade da banda inovou o rock e marcou uma geração inteira, que hoje escuta a discografia da banda com nostalgia e tristeza. Mas a herança das músicas ficará para sempre.

Hoje, relembramos os sons de Chorão, entendendo o significado das músicas que, não só marcaram uma época, mas continuam atuais até hoje.

"O Coro Vai Comê!"

“O Coro Vai Comê” foi o primeiro single do Charlie Brown Jr., lançado no álbum de estreia Transpiração Contínua Prolongada, de 1997. O riff inicial foi, para muitos, o primeiro som do Charlie Brown que chegou aos ouvidos. Não tinha como ser um single melhor; a frase “meu, tu não sabe o que aconteceu! Os caras do Charlie Brown invadiram a cidade!” não apenas ficou na cabeça como representava o que mudava na música a partir do lançamento.

"Proibida pra Mim (Grazon)"

Se o primeiro single do Charlie Brown Jr. conquistou grande parte dos amantes do Rock, o segundo, “Proibida pra Mim (Grazon)” conquistou o mainstream. Foi quando o Charlie Brown Jr. começou a tocar não apenas nas rádios mas na TV, na série Malhação. Porta de entrada para muitos ouvintes ao rock, a música foi escrita para Graziela Gonçalves, sua namorada, apelidada de “Grazon”. No VMB de 98, o clipe rendeu à banda o prêmio de Artista Revelação.

"Quinta-Feira"

Também do álbum de estreia, “Quinta-feira” foi um dos primeiros exemplos da mistura de estilos que o Charlie Brown Jr. trazia, representado bem pelo elogiado riff de baixo de Champignon. O hit também demonstrou os talentos de letrista de Chorão, que escreve sobre a perdição de um homem para as drogas. “Parecia inofensiva, mas te dominou” é uma das frases de Chorão que seria lembrada para sempre pelos fãs.

"Zóio de Lula"

O hit mais aprofundado no reggae foi um dos responsáveis por sedimentar o sucesso da banda. Segundo single do segundo álbum, Preço Curto... Prazo Longo, de 99, “Zóio de Lula” foi a primeira música do Charlie Brown Jr. a atingir o primeiro lugar nas rádios brasileiras. Além disso, o single foi indicado em duas categorias do VMB, escolha da audiência e clipe, mas ambos perderam para “Mulher de Fases”, do Raimundos.

"Te Levar"

Um dos motivos pelos quais “Te Levar” é uma das músicas mais relembradas do Charlie Brown é bem simples: durante sete anos, a música tocava todos os dias na Rede Globo, na introdução de Malhação, o que propagou o som da banda para basicamente o país inteiro. Em 2013, quando Chorão faleceu, a novela encerrou o episódio com a música, como homenagem ao vocalista. A faixa também faz parte do segundo álbum, Preço Curto... Prazo Longo.

“Rubão, O Dono do Mundo"

Em 2000 o Charlie Brown lançou Nadando com os Tubarões, o último álbum que traria a banda em sua formação clássica. A faixa retomava os sons mais pesados do conjunto e narrava a história de Rubão, um morador de rua que mudou de vida ao achar uma carteira “recheada de dólar” na rua. A faixa rendeu duas vitórias no VMB, em escolha da audiência e melhor videoclipe, onde Chorão interpretava o personagem.

“Lugar Ao Sol”

“Lugar Ao Sol” também trouxe uma das letras mais bonitas de Chorão, que escreveu a música em homenagem ao seu pai, falando diretamente a ele, que havia falecido no ano anterior. Lançada em 2001 no álbum 100% Charlie Brown Jr. - Abalando a Sua Fábrica, a faixa é a mais bem sucedida do álbum, e possivelmente uma das mais emocionantes da carreira da banda.

“Só Por Uma Noite”

Faixa do quinto álbum de estúdio, Bocas Ordinárias, “Só Por Uma Noite” além de ter marcado as rádios brasileiras, ultrapassou fronteiras e atingiu o topo das paradas de rádios de Portugal. Mas um dos motivos pelo sucesso da faixa foi o seu ótimo clipe, que venceu o VMB em 2003. No vídeo, a banda aparece num visual totalmente diferente e sendo dirigida por Paulo Miklos, cheio de balões de pensamento em todos os personagens. A ideia do clipe foi do próprio Chorão. 

“Tamo Aí na Atividade”

Em 2004 o Charlie Brown Jr. lançou o seu sexto álbum de estúdio, Tamo Aí na Atividade. A faixa-título foi o segundo single, e também chegou ao topo das paradas. O disco rendeu uma das maiores certificações da banda, que levou o Grammy de melhor álbum de Rock Brasileiro em 2005 e provou que seu sucesso não era passageiro.

“Dias de Luta, Dias de Glória”

Composta por Chorão e Thiago Castanho, "Dias de Luta, Dias de Glória" foi o último single do álbum Imunidade Musical, de 2006. A canção fala sobre os momentos felizes e difíceis, mantendo a sonoridade característica da banda e tratando do tema com a conhecida simplicidade e o sentimento de superação: "a vida me ensinou a nunda desistir. Nem ganhar, nem perder, mas procurar evoluir".