Montagem reunindo Sintonia, O Auto da Compadecida e Irmã do Jorel

Créditos da imagem: Divulgação/Netflix;Divulgação/Globo;Divulgação/Cartoon Network

Séries e TV

Lista

16 de séries nacionais para maratonar

Reunimos produções brasileiras para assistir em casa

Gabriel Avila
12.05.2020
17h59
Atualizada em
12.05.2020
19h22
Atualizada em 12.05.2020 às 19h22

O que não falta no Brasil são produções de qualidade. Com histórias que retratam as mais diversas realidades do país, seja através do drama histórico até ficções futuristas, não faltam obras que abordam seu melhor e também o pior. Além da literatura e do cinema, tais jornadas ganham cada vez mais espaço na TV, especialmente com a popularização de serviços de streaming cada vez mais interessados em investir na cultura brasileira.

Abaixo reunimos 16 séries nacionais que valem a maratona:

O Auto da Compadecida

Selton Mello e Matheus Nachtergaele em O Auto da Compadecida
Divulgação/Globo Filmes

Baseada na peça de Ariano Suassuna, O Auto da Compadecida foi exibida originalmente pela Rede Globo em 1999. Seus 4 capítulos acompanham Chicó (Selton Mello) e João Grilo (Matheus Nachtergaele), uma atrapalhada dupla que ganha a vida com golpes e trapaças no sertão da paraíba. Nessa jornada, eles acabam envolvidos com bispos, oficiais do exército e até o temido cangaceiro Severino (Marco Nanini). Sucesso de público e crítica, a produção foi transformada em um filme que chegou aos cinemas no ano seguinte com aproximadamente 1h a menos do que o seriado.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globoplay.

Samantha!

Douglas Silva e Emanuelle Araújo em Samantha!
Divulgação/Netflix

Samantha (Emanuelle Araújo) foi uma estrela mirim nos anos 1980 que caiu no ostracismo e se apega aos últimos vestígios de sua fama. Focada em voltar aos holofotes, ela precisa lidar com a volta de Dodói (‎Douglas Silva‎), seu ex-marido recém saído da prisão, e com os erros do próprio passado, causados por seu enorme ego. Encerrada após duas temporadas, a série faz uma grande sátira ao bizarro universo da televisão brasileira das décadas passadas com um toque moderno que agrada tanto quem viveu esse período, quanto a audiência atual.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix.

Bandidos na TV

Imagem da série Bandidos na TV
Divulgação/Netflix

É impossível falar de bizarrices do universo televisivo sem se lembrar de Bandidos na TV. A série documental da Netflix conta a história real de Wallace Souza, apresentador de televisão que ficou conhecido por ser o mandante de alguns dos mais bárbaros crimes mostrados em seu programa sensacionalista. Ao longo de sete episódios, a produção mostra quão grande se tornou a influência de Souza, que chegou a ser eleito deputado pelo Amazonas três vezes.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix

Coisa Mais Linda

Cena da série Coisa Mais Linda
Divulgação/Netflix

Coisa Mais Linda conta a história de Maria Luiza (Maria Casadevall), uma jovem rica que descobre que seu marido a abandonou e fugiu com o dinheiro que usaria para abrir um restaurante no Rio de Janeiro. Na Cidade Maravilhosa da década de 1960, ela precisa se reconstruir em meio ao surgimento da Bossa Nova com a ajuda de Lígia (Fernanda Vasconcellos), grande cantora e sua amiga de infância, da trabalhadora Adélia (Pathy Dejesus) e da escritora Thereza (Mel Lisboa).

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix.

Unidade Básica

Caco Ciocler e Ana Petta em Unidade Básica
Divulgação/Universal TV

Inspirada em fatos, Unidade Básica acompanha a rotina de trabalhadores de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) na periferia de São Paulo. A produção acompanha a distinta dupla formada pelo Dr. Paulo (Caco Ciocler) e pela Dra. Laura (Ana Petta). Enquanto ele se esforça para se aproximar de seus pacientes de forma mais humana, ela encara o trabalho como uma etapa passageira antes de atuar em sua especialidade longe dali. Além de protagonizar, Petta co-criou a produção com Newton Cannito e sua irmã Helena Petta, que realmente trabalhou em uma UBS.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globosat Play.

3%

Cena de 3%
Divulgação/Netflix

Lançada em 2016, 3% foi a primeira produção brasileira da Netflix. A série se passa em um futuro distópico em que os cidadãos brasileiros recebem a chance de chegar ao Maralto, ilha altamente tecnológica onde as oportunidades são abudantes, quando completam 20 anos. Porém, apenas 3% da população consegue chegar ao local após passar pelo Processo, uma rigorosa sequência de provas físicas, psicológicas e morais.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix.

Sessão de Terapia

Elenco de Sessão de Terapia
Divulgação/Globosat

Sessão de Terapia acompanha a rotina do consultório do psicanalista Theo Cecatto (Zécarlos Machado), que atende pessoas com personalidades - e traumas - distintos durante a semana. Dirigida por Selton Mello, que também atua no quarto ano, a série tem em seu elenco grandes nomes como Morena Baccarin, Fabíula Nascimento e Letícia Sabatella.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globosat Play.

Irmão do Jorel

Cena de Irmão do Jorel
Divulgação/Cartoon Network

Irmão do Jorel acompanha o cotidiano de um garoto que precisa lidar com a pressão de viver a sombra de Jorel, seu irmão mais velho, que é adorado por todos na vizinhança. Junto com um grande elenco formado por sua família, sua amiga Lara e até seu grande ídolo Steve Magal, ele vive grandes aventuras dentro e fora de casa. Lançada em 2013, a animação foi a primeira produção original do Cartoon Network feita no Brasil.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix

Os Normais

Luiz Fernando Guimarães e Fernanda Torres em Os Normais
Divulgação/Rede Globo

Exibida pela Rede Globo no início dos anos 2000, Os Normais acompanha a rotina do hilário casal carioca Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres). Unindo personalidades tão distintas entre si, quanto familiares ao público, a série criada e escrita por Fernanda Young e Alexandre Machado se tornou um sucesso de audiência graças a um humor voltado a rir das situações do cotidiano.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globoplay.

Shippados

Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch em Shippados
Divulgação/Globoplay

Fernanda Young e Alexandre Machado voltariam a trabalhar juntos em Shippados, comédia lançada em 2019 que acompanha a história de amor de um casal que fica junto após se conhecerem em um date que deu errado. Protagonizada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch, a série conta ainda com Clarice Falcão, Luis Lobianco, Rafael Queiroga e Júlia Rabello.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globoplay.

Santos Dumont

Cena da série Santos Dumont
Divulgação/HBO

Em 2019, a HBO contou a história do pai da aviação na minissérie Santos Dumont. Passando por diversas etapas da vida do inventor, desde o garoto curioso que passeava pelas lavouras de café do pai até o renomado projetista, a produção fez um estudo completo da obra e da vida de Dumont. Recriando muitos de seus projetos em réplicas, a série tem uma bela direção de arte que dá vida à uma das mais importantes - e misteriosas - personalidades brasileiras.

Onde assistir? Disponível para streaming no HBO Go.

Aruanas

Leandra Leal, Debora Falabella, Viviane Araújo e Thainá Duarte em Aruanas
Divulgação/Globoplay

Aruanas acompanha a jornada de Luiza (Leandra Leal), Natalie (Debora Falabella), Verônica (Viviane Araújo), e Clara (Thainá Duarte), membros de uma ONG de defesa do meio ambiente, para desmascarar um esquema de garimpos ilegais na Amazônia promovidas por uma poderosa mineradora. Criada em parceria técnica com o Greenpeace, a série aborda assuntos delicados como as tensões reais vividas por ONGs que agem em pról não apenas do meio-ambiente, mas das comunidades indígenas que por vezes são vistas como meros “obstáculos” na jornada de ganância dos poderosos.

1 Contra Todos

Júlio Andrade em 1 Contra Todos
Divulgação/Fox

1 Contra Todos conta a história de Cadu (Júlio Andrade), um homem inocente que vai preso após ser injustamente condenado por tráfico. Para sobreviver dentro da cadeia, ele adota uma persona criminosa e conta com a ajuda do Professor (Adélio Lima), um antigo detento que é muito influente dentro da penitenciária. A produção fez bonito em premiações internacionais, recebendo indicações ao Emmy nas categorias de Melhor Série e Melhor Ator para Júlio Andrade.

Onde assistir? Disponível para streaming no Globoplay e Fox Play.

Sintonia

Jottapê Carvalho, Christian Malheiros e Bruna Mascarenhas em Sintonia
Divulgação/Netflix

Idealizada por Kodzilla, Sintonia acompanha MC Doni (Jottapê Carvalho), Nando (Christian Malheiros) e Rita (Bruna Mascarenhas), jovens que cresceram na mesma favela em São Paulo. A produção narra os distintos caminhos dos três, que levam para a vida as influências que receberam do funk, da igreja e até do tráfico. Preocupada em retratar a periferia sem estereótipos, a produção desenvolve tanto seus personagens quanto seu cenário com uma sensibilidade que constantemente escapa à produções que se propõem a fazer o mesmo.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix.

Pico da Neblina

Imagem promocional de Pico da Neblina
Divulgação/HBO

Pico da Neblina imagina um mundo em que a maconha foi legalizada no Brasil. Nesse contexto, o traficante Biriba (Luis Navarro), passa a tentar vendê-la dentro da lei após anos no crime. Com a ajuda de Vini (Daniel Furlan), seu sócio “iniciante”, ele precisa atravessar as armadilhas do mundo dos negócios.

Onde assistir? Disponível para streaming no HBO Go.

Irmandade

Seu Jorge e Naruna Costa em Irmandade
Divulgação/Netflix

Lançada em 2019, Irmandade acompanha o surgimento de uma facção criminosa em uma penitenciária paulista na década de 1990. Seu líder é Edson (‪Seu Jorge), cuja irmã Cristina (Naruna Costa) se vê forçada a auxiliar a polícia em uma operação contra a organização. Advogada, ela passa a repensar suas próprias questões morais durante essa perigosa jornada. O projeto foi criado por Pedro Morelli, conhecido por dirigir a minissérie Cidade dos Homens.

Onde assistir? Disponível para streaming na Netflix.